Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Cartões

Conheça os cartões de crédito mais em conta

  • 333

Há ofertas para todas as carteiras. Descubra onde estão as TAEG e as anuidades mais baratas do mercado. Clique para visitar o canal Dinheiro

Rute Gonçalves Marques

O Banco de Portugal fixou o limite da Taxa Anual Efectiva Global - TAEG - dos cartões de crédito em 31,6% para o próximo trimestre, mas poucas são as instituições bancárias que o atingem. Entre os 12 maiores bancos a operar em Portugal, a taxa de juro mais baixa está com do BES Branco, 9,2%, enquanto no lado oposto está o Barclays Classic - 31,5%, que roça o limite definido a partir de Abril. Mas porque o cartão de crédito representa muito mais do que um pedaço de plástico que pode utilizar sempre que não tiver dinheiro em conta, o Dinheiro foi à procura dos cartões de crédito mais baratos direccionados para segmentos baixos (excluindo os Gold), tendo em conta dois aspectos: as taxas de juro e a anuidade.

O cartão de crédito é um meio de pagamento, idêntico na sua forma ao cartão multibanco, mas com a particularidade de possuir um plafond, ou seja, um empréstimo pessoal, que é determinado na altura do contrato. Se fizer uma gestão cuidadosa deste pedaço de plástico e apenas o usar em caso de necessidade pode ser de grande utilidade. Todos os cartões de crédito têm um período grátis (até 50 dias), logo se pagar a dívida durante esse período não chega a incorrer em juros. Portanto, se estiver prestes a ceder à tentação de comprar um gadget topo de gama ou se aparecer uma revisão inesperada do seu carro, a lógica não é muito diferente da aplicada ao alcoól: use com moderação.

Anuidades gratuitas

Se não for de perder a cabeça por qualquer par de sapatos numa montra e a sua intenção passar por ter um cartão de crédito para o socorrer em pontuais aflições financeiras, então o factor a analisar é a anuidade. Alguns bancos permitem que os seus clientes possuam um cartão de crédito gratuito durante o primeiro ano. É o caso do cartão M, versão ordenado, do Millennium BCP - a partir do segundo ano o cliente paga 19,23 euros - ou do Classic, do Banco Popular (22 euros findo o primeiro ano). Já o Barclays oferece a anuidade para sempre aos novos clientes que aderirem ao Barclaycard Classic. O Light do Santander oferece o primeiro ano e os seguintes, caso o cliente efectue compras ou levantamentos a crédito num valor mínimo de 1200 euros por ano ou 100 euros por mês. Caso contrário, a anuidade é de 16,50 euros, mantendo-se como uma das anuidades mais atractivas do mercado. O BBVA Fácil é o único que oferece a anuidade para sempre, sem qualquer tipo de contrapartida.

TAEG simpáticas

Porém, se o objectivo é efectuar uma compra de maior valor e pretende fraccionar o pagamento, a taxa de juro será o principal aspecto a considerar. Procure um cartão com a TAEG mais acessível. Neste campo, o BES Branco é a oferta mais competitiva do mercado, com uma TAEG de 9,2%, mas terá de analisar se compensa ter este cartão, pois tem uma das anuidades mais altas do mercado: 50 euros. O Fix do Millennium BCP também tem uma TAEG apelativa, 14,6%, combinada com uma das anuidades mais baixas, 5,77 euros que passa, ainda, a não ser cobrada se efectuar uma compra de seis em seis meses. Além disso, o cartão oferece 1% de todas as compras que efectuar a crédito, de valor superior a 250 euros. Para quem escolher o BBVA Fácil anuidade não é preocupação, já que é grátis, e pode contar com uma das TAEG mais baixas entre a oferta bancária estudada, 16,16%. Os clientes que cumprem religiosamente as condições de pagamento do crédito acordadas no contrato não são esquecidos pelo Santander Totta. O cartão Light dá uma bonificação de 10,2% a deduzir à TAN de 24%, ou seja, se o cliente nunca deixar de cumprir no pagamento mensal, fica com uma TAEG de 13,2%.

No barato está o ganho

Fonte: Preçários dos bancos. Anuidades e TAEG de cartões de crédito dos 12 maiores bancos a operar em Portugal.