Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Dez meses depois de ter feito a promessa, Belmiro abandona o cargo de chairman da Sonae

  • 333

Belmiro de Azevedo em 2013

Rui Ochôa

O fundador da marca Continente e o empresário que viabilizou o financiamento do jornal "Público" deixa os órgãos sociais da Sonae. Ângelo Paupério e Paulo Azevedo vão partilhar a presidência executiva.

Em maio do ano passado, conforme noticiou o Expresso, Belmiro de Azevedo anunciou que iria retirar-se dos negócios "daqui a alguns meses". Dez meses passados, cumpre a promessa e, em comunicado enviado à CMVM, confirma a concretização desta intenção: "Belmiro Mendes de Azevedo deliberou que não será candidato a integrar o Conselho de Administração" da Sonae, "a eleger na próxima Assembleia Geral Anual, que se realizará no próximo dia 30 de abril".

O sucessor no cargo de chairman será o seu filho Paulo Azevedo, tal como já tinha acontecido em 2007 na presidência executiva da Sonae. Esta informação consta do comunicado enviado à CMVM, que informa ainda que a presidência executiva do grupo será partilhada com Ângelo Paupério. "Será proposto ao Conselho de Administração eleito que este considere a pertinência da eleição de Duarte Paulo Teixeira de Azevedo para os cargos de Chairman e CoCEO e de Ângelo Gabriel Ribeirinho dos Santos Paupério para o cargo de CoCEO".

Esta partilha da presidência executiva tem por objetivo "assegurar uma filosofia de continuidade da gestão da sociedade para o futuro, em coerência com aquela que sempre foi desenvolvida até este momento em concertação com os interesses estratégico dos seus accionistas".

Belmiro faz anúncio interno quarta-feira

O Expresso sabe que Belmiro de Azevedo vai fazer uma comunicação interna esta quarta-feira, onde anunciará aos seus colaboradores que abandona o "cargo de chairman" da Sonae. Uma fonte do grupo disse ao Expresso que Belmiro de Azevedo vai aproveitar este encontro do seu grupo empresarial para explicar todas as dúvidas em torno do processo de sucessão.

Aos 76 anos, Belmiro é o 949º mais rico do mundo, de acordo com o ranking divulgado na semana passada pela revista americana "Forbes. Com uma fortuna avalidade em 1,8 mil milhões de euros, Belmiro caiu no ranking dos mais ricos, já que há um ano ocupava a 687ª posição. Nesta lista figuram outros dois portugueses: Américo Amorim e Alexandre Soares dos Santos, ambos com 80 anos.