Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Desemprego britânico em máximo de 16 anos

O desemprego no Reino Unido atinge 2,5 milhões de pessoas, o valor mais alto dos últimos 16 anos. 

A taxa de desemprego no Reino Unido subiu para 8% correspondendo a 2,5 milhões de pessoas sem trabalho, o valor mais alto dos últimos 16 anos, divulgou hoje o departamento de estatísticas britânico.     Os dados do departamento de estatísticas (ONS, na sigla inglesa) mostram como o desemprego subiu entre dezembro passado e fevereiro de 2010, com mais 43 mil pessoas a perder o posto de trabalho, alcançando os piores níveis desde 1994.     O desemprego de longo prazo, relativo às pessoas que estão paradas há mais de um ano, atinge 726 mil britânicos (mais 89 mil no período em análise), o número mais elevado desde que o governo trabalhista chegou ao poder em 1997.     Quanto à população inativa economicamente, que abrange estudantes, pessoas que tratam de familiares doentes e aqueles que deixaram de procurar trabalho, este número aumentou 110.000 desde o passado mês de janeiro até chegar aos 8,16 milhões de cidadãos, o pior número registado pelo ONS desde que estas informações começaram a ser recolhidas em 1971.     Segundo o ONS, mais de uma em cada cinco pessoas em idade de trabalhar está incluída na população inativa economicamente.       *** Este texto foi escrito ao abrigo do novo acordo ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.