Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Depois de dois meses a perder depósitos, Novo Banco recuperou €4,2 mil milhões no último trimestre de 2014

  • 333

FOTO LUÍS BARRA

Instituição fechou o ano passado com um total de 26,6 mil milhões de euros em depósitos.

O Novo Banco conseguiu recuperar no quarto trimestre do ano passado cerca de 4,2 mil milhões de euros em carteira de depósitos, anunciou esta segunda-feira o seu presidente, Stock da Cunha, na apresentação de resultados da instituição.

 

Esta recuperação "constitui a demonstração da confiança dos clientes no Novo Banco e da retoma da normalidade operacional", referiu Stock da Cunha numa conferência de imprensa com os jornalistas através de videoconferência.

 

Segundo os dados apresentados pelo Novo Banco dos últimos cinco meses de 2014 (agosto a dezembro), a instituição financeira detinha cerca de 24,6 mil milhões de euros em depósitos de clientes a 4 de agosto e fechou o ano com mais 2 mil milhões de euros de depósitos, atingindo os 26,6 mil milhões de euros.

 

O Novo Banco, desde 04 de agosto até final de setembro, esteve a perder depósitos de clientes e só em outubro iniciou a sua recuperação de cerca de 4,2 mil milhões de euros, permitindo fechar a 31 de dezembro com mais 2 mil milhões em relação ao ponto de partida.

 

Perante estes resultados, Stock da Cunha referiu que, desta forma, "a liquidez apresentou uma melhoria expressiva, com o rácio de transformação (relação entre créditos concedidos sobre depósitos captados) a atingir 126%", quando a 30 de setembro do ano passado era de 155%. Para cumprir as regras do Banco de Portugal, o objetivo de Stock da Cunha é ficar abaixo dos 120%.