Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Cronologia da vida de José Manuel de Mello

Os principais marcos de um percurso aliado ao empreendedorismo.

1927

- 08/12/1927
- Nasce D. José Manuel da Silva José de Mello, quarto filho de D. Manuel Augusto José de Mello e D. Amélia de Resende Dias de Oliveira da Silva, na freguesia de Nossa Senhora da Assunção, no Estoril.



- 1945 - É inaugurado o Hospital da CUF, na Av. Infante Santo, em Lisboa.

1946

- 1946 - Acompanha o pai, D. Manuel de Mello, numa viagem, mal acabado a II Guerra Mundial, para tratarem de reequipar a CUF. Durante o período da guerra tinha sido impossível renovar o equipamento das fábricas e os navios estavam velhos. Classifica esta viagem com "A minha primeira grande viagem", in Expresso de 16 de Abril de 2005.

- 1947 - O Grupo Mello participa na constituição da SOPONATA.

1949

- 1949 - Vai para o Médio Oriente com pouco mais de 21 anos e instala-se num andar alugado em Famagusta, em Chipre, de onde faz a coordenação da exportação de adubos para toda aquela zona.

1951

- 1951 - Aos 23 anos, e a frequentar o 3º ano no Instituto Superior de Agronomia, inicia a sua actividade profissional como adjunto de direcção na CUF, empresa fundada pelo seu avô materno, Alfredo Silva. Ocupa-se sobretudo pela exportação de produtos do grupo de empresas da família para o Médio Oriente.

- 19/11/1951 - Casa com Ana Mafalda Teresa Maria da Cunha Perestrelo Guimarães, filha de Sebastião Perestrelo Guimarães de D. Maria Teresa de Jesus José de Mello da Cunha de Mendonça e Menezes, em Lisboa.

- 1952 - A melhor classificação que obteve foi o 5º lugar no Campeonato do Mundo de Star, qualificando-se para os Jogos Olímpicos de Helsínquia, na Finlândia, na modalidade de vela, não chegando a participar na competição por razões profissionais.

- 11/09/1961 - É constituída a Lisnave com a participação de capitais portugueses, liderados pela CUF, suecos e holandeses.

- 1963 - A CUF cria a Profabril - Empresa de Estudos e Projectos.

- 06/04/1964 - Na qualidade de Presidente do Conselho de Administração da Lisnave preside ao acto do início da construção do novo estaleiro naval da Margueira, em Almada.



- 23/06/1967 - São inaugurados oficialmente os estaleiros da Lisnave, na Margueira, margem sul do Tejo, com a entrada do navio "Índia" para a doca 11. O estaleiro é inaugurado pelo Presidente da República, Américo Thomaz. Na mesma ocasião é condecorado com a Grã Cruz do Mérito Industrial.

- 1968 - José Manuel de Mello arranja emprego a Mário Soares, exilado em São Tomé e Príncipe, como consultor jurídico do grupo CUF em S. Tomé e Príncipe.

1969



- 27/01/1971
- José Manuel de Mello e o armador norueguês Fred Olsen apresentam uma exposição ao Governo Português, na qual enumeram as vantagens que um estaleiro de construção naval traria para a diversas indústrias nacionais.

- 05/1971 - Constitui a Setenave, tendo por principais accionistas a CUF e a Lisnave, e instituições bancárias como a Caixa Geral de Depósitos e o Banco Fomento.

1972

- 1972 - Está envolvido no movimento de apoio à candidatura de Spínola à Presidência da República.

- 08/1974 - É um dos fundadores do MDE/S (Movimento Dinamizador Empresas/Sociedade).



- 30/09/1974 - A sua família parte de Portugal com destino à Suíça, para a cidade de Lausanne.

- 04/1975 - Decide viver na Suíça e inicia negócios no Brasil e em África.

- 07/1975 - Já em Londres, recebe um emissário de Mário Soares, o jornalista Victor Cunha Rêgo, "portador de uma carta do então líder do PS", apelando à resistência "por todos os meios".

- 08/1975 - O jornal "O Globo", no Rio de Janeiro, noticia que José Manuel de Mello se encontra "a negociar no Brasil a entrada da Lisnave na empresa de reparações navais Renave".



- 1976 - Com um pequeno escritório em Londres, investe numa companhia de navegação com delegação nos EUA para fazer ligações com a Nigéria.

1977

- 29/09/1977 - É reeleito para o cargo de presidente do Conselho de Administração da Lisnave para o triénio 1977-1979.

- 1978 - De regresso a Portugal cria a MDM, empresa de consultadoria financeira, tendo por accionistas, para além dele, com a Morgan Guarantee Trust Company of New York e o Deutsche Bank AG, instituições financeiras com as quais tinha contactos há muitos anos.

- 1980 - Decide reinvestir em termos industriais em Portugal. O seu primeiro investimento industrial é a aquisição, no Porto, da empresa Uniteca à família Magalhães.



- 1982
- Vende a sua participação num banco suíço e concentra-se na CUF Finance.

- 1983 - Transforma a MDM em sociedade de investimento tendo, numa acção pioneira, participado na fundação de várias empresas parabancárias.

- 1986 - Recupera a totalidade do Monte da Ravasqueira, ocupado em



- 29/07/1988
- Constitui a UIF - União Internacional Financeira, com o propósito de representar a área financeira do Grupo José de Mello, quer através da actividade seguradora, quer através da actividade bancária.

1991



- 06/05/1991
- Com o início das privatizações torna-se mais actuante. Na área financeira adquire, por 15,5 milhões de contos, 100% do capital da Sociedade Financeira Portuguesa - Banco de Investimento, S.A.



- 14/07/1991 - Sócio Fundador da ATT - Associação Tratamento das Toxicodependências (I.P.S.S.)

- 1995 - Adquire a União de Bancos Portugueses - UBP.



- 01/04/1997 - Assina um acordo entre o Estado e o Grupo Mello relativo ao plano de reestruturação financeira da Lisnave. Este acordo fixa as medidas a que obedece a reestruturação do sector de reparação naval português, de forma a que esta indústria seja relançada em moldes competitivos no mercado internacional, permitindo que Portugal continue a possuir esta actividade estratégica e tradicional.

- 1998 - Cria a José de Mello Saúde, a holding do Grupo José de Mello para a área da saúde. É constituída para gerir e desenvolver as capacidades e competências do Grupo nesta área de actividade.



- 23/06/2000
- É assinada a escritura pública de fusão do Banco Mello, S.A. e do Banco Português do Atlântico, S.A., por incorporação no Banco Comercial Português, S.A.



- 03/07/2000
- Vende a Lisnave simbolicamente por um dólar a dois quadros da empresa.



- 29/06/2001 - Ludgero Marques, Presidente da Associação Empresarial de Portugal (AEP) convida-o para uma reunião no Carlton Hotel, em Lisboa, na qual participam mais 29 personalidades portuguesas, para analisarem a situação económica e política de Portugal.

- 19/09/2001 - Após a primeira reunião de Junho, José Manuel de Mello volta a reunir-se com os empresários nacionais que constituem o movimento de intervenção cívica, em Lisboa.



- 12/10/2001
- A AEP - Associação Empresarial de Portugal, apresenta o documento "Uma Nova Ambição para Portugal", que conta com o seu contributo (Reunião no Carlton Hotel em Lisboa).



- 28/02/2002
- Em Assembleia de Accionistas é nomeado Presidente do Conselho de Administração da José de Mello, SGPS, S.A.

- 2003 - Começa a produzir vinho no Monte da Ravasqueira, em Arraiolos.

- 04/2003 - Associado da COTEC Portugal - Associação Empresarial para a Inovação.



- 20/05/2004
- "Ao contrário de outras profissões, um empresário não tem reforma". Afirmação de José Manuel de Mello In Relatório e Contas 2003 da José de Mello, SGPS. Na assembleia geral do Grupo, consuma-se a sucessão. Vasco de Mello é eleito Presidente do Conselho de Administração da José de Mello, SGPS, passando a acumular com as funções de Presidente da Comissão Executiva da holding do Grupo, para além das funções que exerce como Presidente do Conselho de Administração da Brisa e Vice-Presidente do Conselho Superior do Banco Comercial Português. José Manuel de Mello mantém, no entanto, uma vigilância estratégica sobre o seu património. Continua a reunir-se com os 12 filhos no chamado conselho de família, em Sintra, na Casa Ribafria. É um órgão não estatutário, mas porventura o mais importante, pois é ali que se tomam as grandes decisões e se traça o destino do Grupo.

- 14/06/2004 - Subscreve a Petição para a Fiscalização da Constitucionalidade da última Revisão Constitucional.

- 01/07/2004 - A revista Exame na edição de 2004 d' "Os Mais Ricos de Portugal" publica o ranking das 100 Maiores Fortunas de Portugal, no qual figura em 4º lugar com uma fortuna avaliada em 693,33 milhões de euros.



- 26/10/2005 - Membro da Comissão de Honra da candidatura do Prof. Aníbal Cavaco Silva à Presidência da República.

2006



- 2006
- Passa a integrar o Quadro de Honra dos Sócios Honorários da Associação Portuguesa de Atrelagem.



- 02/02/2006
- De manhã é internado no hospital da CUF, na Avenida Infante Santo em Lisboa, onde faz vários exames de diagnóstico. Ao fim da tarde sofre um acidente vascular cerebral (AVC), entrando em coma.



- 03/02/2006
- A Universidade Católica Portuguesa atribui-lhe o "Título de Benemérito", na Sessão Académica que assinala o Dia Nacional da UCP.



- 05/05/2006
- É homenageado com a Medalha de Honra da AEP, no jantar comemorativo dos 157 anos da Associação Empresarial de Portugal, no Europarque, em Santa Maria da Feira.



-16/09/2009
- José Manuel de Mello faleceu durante a madrugada