Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Construção: Todos os segmentos estão em queda

A habitação é o segmento da indústria da construção que mais caiu no primeiro trimestre (22%). Empresários querem incentivos à reabilitação.

Abílio Ferreira (www.expresso.pt)

Todos os segmentos da indústria da construção estão em queda. O desempenho do primeiro trimestre confirmou os piores receios dos empresários. Segundo a FEPICOP, a federação patronal do sector, é a primeira vez desde Novembro de 2006 que se verifica uma degradação em todos os ramos da actividade.  

Na habitação a FEPICOP refere uma contracção de 22%. As empresas "reportam uma forte redução da procura", diz a FEPICOP, que antecipa a diminuição do volume de licenciamentos até ao fim do ano. Em 2009. registara-se um novo mínimo histórico, com a construção de 26.853 novos fogos. Face a 2001 a redução foi de 76%. 

No segmento da construção de edifícios não residenciais a queda verificada este ano é mais ligeira: 4,5 por cento.  Já nas obras de engenharia, a diminuição é de 15%.  A indústria sofre com queda continuada do investimento privado e a forte redução investimento público.

As associações do sector batem-se por uma política de incentivos à reabilitação urbana que renove as cidades e atenue a queda da produção.  Segundo a FEPICOP, este desempenho negativo" é um dos factores que agravam as dificuldades de retoma evidenciadas pela economia nacional".