Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Compra de segundas casas volta a animar o Algarve

  • 333

Marina de Vilamoura, no Algarve

José Carlos Carvalho

Estrangeiros de diversas origens, e também portugueses, fazem disparar venda de casas. Em 2014 foram vendidas 20 por dia.

Compraram casa no ano passado no resort do Carvoeiro por ser "repousante", com a vista do jardim e o constante chilrear dos pássaros. "Depois de uma vida a viajar pelo mundo inteiro, dou valor a esta tranquilidade e segurança", diz António Rigamonti, reformado de uma multinacional têxtil, que até o levou a viver em Guimarães nos anos 70. "O meu marido gosta de jogar golfe e esta também já é a nossa terra", acrescenta a mulher, Annaluisa.

Os italianos são ainda proprietários de grandes moradias em Bérgamo e Costa Esmeralda (Sardenha), mas é no Algarve que tencionam passar a maior parte do  tempo. O casal Rigamonti é um exemplo entre a legião de estrangeiros que procura o Algarve para compra de casa. Um número que tem vindo a crescer nos últimos anos. 

Leia mais na edição deste fim de semana.