Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Comboio da ponte 25 de Abril menos procurado

No Pragal, última estação antes de travessia da ponte 25 de Abril, o ambiente está calmo e não há filas para comprar bilhetes, nem muita gente à espera do comboio

A afluência ao comboio da ponte 25 de Abril, que transporta diariamente 80 mil passageiros, tem hoje de manhã sido menor do que o habitual, disse a administradora delegada da Fertagus, Cristina Dourado. 

Em declarações à agência Lusa, Cristina Dourado explicou que "está a ser difícil aos clientes da Fertagus chegarem à estação, de automóvel" e que a situação em todas as estações "está calma". 

Os trabalhadores da Fertagus não estão a fazer greve, mas a paralisação que abrange hoje a CP, Transtejo e Carris afeta também os clientes do comboio da margem sul do Tejo. 

A responsável diz no entanto que "ainda é cedo", sendo natural que "durante a manhã o movimento aumente". 

Segundo dados da Fertagus, cerca de metade dos utilizadores do comboio utilizam também o Metro de Lisboa e, nesses casos, a única dificuldade é mesmo chegar de carro às estações de comboio, admitiu a responsável da empresa.

Parques de estacionamento quase vazios

A Fertagus está também a disponibilizar informações aos utilizadores que precisem de usar o comboio como alternativa ao barco. 

"Hoje é um dia em que certamente teremos clientes não habituais", refere Cristina Dourado. 

Na estação do Pragal, a última paragem do comboio antes de atravessar a ponte, o ambiente está calmo e não há filas para comprar bilhetes, nem muita gente à espera do comboio como seria habitual a esta hora. 

Os parques de estacionamenteo para os carros dos utilizadores, que costumam ter uma ocupação significativa, estão praticamente vazios. 

O setor dos transportes, que paralisou em bloco pela última vez na greve geral de dezembro de 2003, volta hoje a unir-se, desta vez, para contestar o congelamento dos salários, o bloqueamento da contratação coletiva e a intenção do Governo de privatizar linhas da CP, a CP Carga e a Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário (EMEF). 

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.