Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Clube do risco: Portugal desce para último

Depois de um dia em que a República Portuguesa subiu ao 8º lugar do TOP 10 mundial do risco de default, a pressão abrandou. O país fechou a semana em último lugar, trocando, de novo, de posição com a Califórnia e Illinois. Grécia continua a liderar e risco aumenta.

Jorge Nascimento Rodrigues (www.expresso.pt)

A volatilidade da posição portuguesa na percepção dos especuladores no mercado da dívida soberana empurrou ontem Portugal para 8º lugar durante o dia, mas no fecho da sessão da semana voltou a baixar para o ultimo lugar do TOP 10 mundial da probabilidade de default (incumprimento da dívida soberana).

A percepção do cumprimento ou não da dívida soberana portuguesa no horizonte de cinco anos tem sofrido altos e baixos disputando o lugar com a Califórnia e Illinois, os dois estados em pior situação na federação americana.

A Grécia continua a sua escalada na probabilidade de default. Foi a pior semana de sempre para Atenas com o risco a subir a níveis nunca atingidos, colocando-a, de novo, em primeiro lugar no TOP 10. Uma situação ainda mais grave que aquando da crise da zona euro em 5 e 6 de Maio.

Muitos analistas falam, agora, abertamente, que a solução para um conjunto de países com probabilidade alta de default na percepção dos investidores é o reescalonamento ou reestruturação da dívida soberana.

Este mercado fechou para fim de semana e aguardam-se na segunda feira os impactos do G20 que decorre em Toronto.