Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Capacidade do aeroporto da Portela alvo de estudo

Governo vai rever os pressupostos que estiveram na origem da decisão de construir o novo aeroporto de Lisboa. "Rendibilização da capacidade disponível", é uma das prioridades do Plano Estratégico dos Transportes para o período 2011-2015

O Governo vai rever os pressupostos que estiveram na origem da decisão de construir o novo aeroporto de Lisboa, e a ANA - Aeroportos de Portugal vai fazer um estudo sobre a atual capacidade do aeroporto da Portela.

Segundo o Plano Estratégico dos Transportes (PET) para o período 2011-2015, a que a Lusa teve acesso, "o Governo irá dar orientações para que sejam revistos os pressupostos que serviram de base à decisão de construção do novo aeroporto de Lisboa, dando prioridade à rendibilização da capacidade disponível no aeroporto da Portela".

No documento, o Governo afirma que "pretende mandatar a ANA [gestora dos aeroportos portugueses] para realizar um estudo consolidado". Este estudo deverá incluir uma "análise detalhada da capacidade do Aeroporto da Portela, neste momento com dois terminais civis e um militar, nomeadamente em termos de capacidade de manobras de aeronaves no solo e capacidade de maximização de tráfego aéreo", assim como "as melhorias possíveis de implementar, de modo a aumentar a sua capacidade - o que deve incluir medidas, custos respetivos e capacidade adicional gerada".

O estudo deve ainda conter uma análise comparativa das restantes infraestruturas aeroportuárias da região de Lisboa, designadamente a sua capacidade e viabilidade em vir a acomodar tráfego internacional, assim como referir o investimento mínimo necessário para a concretização dessa acomodação de tráfego e a eventual capacidade adicional de transporte gerada.

No que respeita às companhias aéreas de baixo custo (low cost), "será avaliada a viabilidade de conversão de outras infraestruturas aeroportuárias existentes que permitam, com um reduzido investimento, receber o eventual tráfego que não for possível acomodar no aeroporto da Portela", lê-se no documento, que não acrescenta mais detalhes.