Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Economia

Calçado "sexy" made in Portugal

  • 333

Sapatos portugueses procuram novos mercados sob o lema "A indústria mais sexy da Europa".

Margarida Cardoso (www.expresso.pt)

Em 2012, a indústria portuguesa de calçado vai reforçar a sua ofensiva internacional para continuar a conquistar quota de mercado e novas geografias , mais uma vez sob o lema " A indústria mais sexy da Europa".

Com o apoio do programa Compete, o sector vai reforçar, assim, a sua aposta no processo de internacionalização investindo 11 milhões de euros numa ofensiva em 30 países que combina ações de imagem e presença dos sapatos portugueses nos principais foruns da especialidade.

Fazendo da promoção externa a sua principal prioridade, o sector continua decidido a crescer, exportar 95% da produção e juntar novos mercados aos 130 onde já marcou presença até Setembro último.

Decidida a manter a trajetória de crescimento apesar do abrandamento da economia global, a indústria portuguesa de calçado espera levar mais de 140 empresas a participar em 60 certames internacionais um pouco por todo o mundo, com uma aposta especial nos mercados emergentes com elevado potencial de crescimento como o Brasil, China, Emirados Árabes Unidos, Japão e Rússia.

32 mil postos de trabalho

No essencial, os sapatos portugueses procuram, assim, cumprir quatro objetivos: consolidar a sua posição nos mercados externos, diversificar destinos, abordar novos mercados e possibilitar que novas empresas iniciem o processo de internacionalização.

Com 1.300 empresas e 32 mil postos de trabalho, a indústria portuguesa de calçado viu as suas exportações cresceram 21% até setembro, para os 1,19 mil milhões de euros.

Para estas ações, a  nova campanha de imagem da APICCAPS - Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado, Componentes, Artigos de Pele e seus Sucedâneos, escolheu como cenário a Câmara Municipal do Porto e calçou os manequins Sara Sampaio e Kevin.