Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Cada português gasta em saúde menos 20% do que a média europeia

  • 333

A despesa por habitante em cuidados de saúde é 20% inferior à média média europeia, diz a Organização Mundial de Saúde.

A despesa em cuidados de saúde por habitante em Portugal está 20% abaixo da média europeia, segundo um estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Observatório Europeu sobre Sistemas de Saúde. O estudo é apresentado esta segunda-feira na secção regional da Ordem dos Médicos em Coimbra.

Apesar da despesa em saúde em Portugal representar 10,2% do PIB, bem acima da média europeia (8,5%), a despesa per capita, em 2012, estava "20% abaixo da média europeia", nota o estudo. A despesa em saúde por habitante registou uma subida entre 2000 a 2010, baixando desde esse ano até 2012.

A despesa pública como parte da despesa total em saúde mantém-se "essencialmente inalterada de 2008 a 2011", registando 65% da despesa total. Em 2012 desceu para 62,6%, abaixo, também, da média europeia, em que a despesa pública representa 72,3% da despesa total em saúde.

A despesa privada aumentou ligeiramente, passando de 35% em 2008 para 37,4% da despesa total em saúde em 2012, explicita o estudo.

Segundo o documento, o orçamento do Serviço Nacional de Saúde, depois de um crescimento entre 2005 e 2010, decresceu 13,5% entre 2010 e 2012.

O documento sublinha que foi possível registar um impacto negativo da crise "na saúde mental" e nos comportamentos de procura de cuidados de saúde, "principalmente nos grupos mais vulneráveis".