Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Economia

Bolsas afundam com receio de falência da Grécia

  • 333

É grande o nervosismo nas bolsas europeias, com os investidores a temer que a Grécia entre em incumprimento, um cenário com o qual a Alemanha já está a trabalhar e que admite a saída do euro. Na maioria das bolsas as perdas situam-se entre os 3% e os 4%.

Anabela Campos (www.expresso.pt)

As bolsas estão a desvalorizar entre 3% e 4%, a meio da sessão. A que mais está a recuar é a Bolsa de Paris, com o CAC-40 a perder 4,38%. A menor descida é a da Bolsa de Londres, onde o Footsie 100 cai 2,35%. Lisboa regista uma descida de 3,4%. Já a bolsa de Atenas, o mercado que está no olho do furacão, está a cair 3,34%.

A provocar a derrocada das bolsas está essencialmente o receio dos investidores de que a Grécia, cujo processo de consolidação orçamental não está a evoluir, poderá não receber a próxima tranche de ajuda financeira. Há também quem acredite que mesmo que a Grécia receba uma nova tranche de ajuda poderá não conseguir fazer a consolidação orçamental.

O ministro da Finanças grego veio entretanto dizer que a ajuda externa é urgente, uma vez que o governo só tem dinheiro até outubro. Certo é que a Alemanha já está a preparar um plano B para o caso da Grécia falir. Um dos cenários, segundo o Der Spiegel, inclui a hipótese de o país poder ter de sair do euro.