Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Bolsa de Lisboa fecha a perder mais de 5%

Dia negro nas praças europeias.

A bolsa de Lisboa fechou hoje em forte queda, com o índice PSI 20 a perder 5,22 por cento para 5.778,20 pontos, em linha com a Europa, com a Galp e a banca em destaque pela negativa.

Todos os 20 títulos que compõem o principal índice da bolsa portuguesa fecharam no vermelho, com as quedas a variarem entre os 1,90 por cento da REN e os 8,44 por cento da Galp Energia.

Os analistas internacionais estão a atribuir esta queda generalizada das ações europeias ao reconhecimento pela Reserva Federal dos Estados Unidos de que o abrandamento económico do país deverá continuar, uma má notícia para a economia mundial e que fez subir o receio dos investidores acerca dos ativos de maior risco.

A Galp, que é o título com mais peso sobre o PSI 20, recuou 8,44 por cento para 13,35 euros, acompanhando a queda generalizada no setor petrolífero num dia marcado pelo recuo dos preços do petróleo.

BCP e BPI em mínimos 

No setor bancário, o dia foi de renovação de mínimos para o BCP, o BPI e o Banif, com o BES também a apresentar uma queda significativa.

Os títulos do BCP baixaram 6,67 por cento para 0,18 euros, o valor mais baixo de sempre, enquanto as ações do Banco BPI perderam 5,45 por cento para 0,61 euros, também um novo mínimo histórico para o banco liderado por Fernando Ulrich.

O Banif também testou novos mínimos, encerrando o dia a recuar mais de 4 por cento para 0,38 euros, ao passo que o BES desvalorizou 5,62 por cento para 1,83 euros.

Entre os restantes pesos pesados do PSI 20 (a par da Galp), a Jerónimo Martins baixou 5,85 porcento para 11,99 euros, a Portugal Telecom regrediu 5,36 por cento para 5,30 euros e a EDP caiu quase 3 por cento para 2,34 euros.

No resto da Europa o dia também foi de fortes perdas, com as quedas nas principais praças europeias a variarem entre os 4,62 por cento de Madrid e os 5,25 por cento de Paris.

O índice Eurostoxx 50 perdeu quase 5 por cento para 1.995,75 pontos.