Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Bial pede 45 milhões de euros ao Banco Europeu de Investimento

  • 333

A farmacêutica portuguesa acaba de solicitar um empréstimo ao BEI para apoiar o seu próximo programa de investigação e desenvolvimento, que decorrerá ao longo de três anos. Já em 2010 a Bial tinha recorrido aos fundos do BEI.

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A farmacêutica portuguesa Bial vai avançar com um novo programa de investigação e desenvolvimento no qual tenciona investir 101 milhões de euros, tendo solicitado ao Banco Europeu de Investimento (BEI) um financiamento no valor de 45 milhões de euros.

O pedido de financiamento da Bial deu entrada no BEI na semana passada, sendo a segunda candidatura que a empresa entrega àquela instituição, depois de já em 2010 ter recebido um financiamento do BEI no montante de 50 milhões de euros.

De acordo com a informação publicada pelo BEI, o novo projeto de investimento da Bial "tem o objetivo de descobrir, desenvolver e assegurar soluções terapêuticas em três áreas", designadamente o sistema nervoso central, cardiologia e imunoterapia alérgica.

Os investimentos a realizar em investigação e desenvolvimento decorrerão em infraestruturas já existentes, indica ainda o BEI. Os montantes previstos para este segundo programa da Bial deverão ser gastos ao longo dos próximos três anos.

No âmbito da sua atividade de investigação, a Bial já tem um medicamento próprio para a epilepsia em comercialização, sendo que a sua carteira de projetos inclui outros três fármacos na terceira (e última) fase de ensaios clínicos e mais quatro medicamentos em fases iniciais de desenvolvimento e ensaios.

Vários projetos da farmacêutica portuguesa já estão a ser objeto de financiamento comunitário, através do QREN - Quadro de Referência Estratégico Nacional.

A empresa portuguesa está atualmente presente em meia centena de países e tem nos mercados externos cerca de 60% do seu volume de negócios anual.