Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Berardo diz que lhe dói muito pagar "a quem não trabalha"

Joe Berardo, presidente do Conselho de Remunerações e Previdência do BCP, explica que não era possível cancelar o contrato de Armando Vara, que continua a receber o vencimento correspondente a vice-presidente embora tenha funções suspensas. 

Isabel Vicente (www.expresso.pt)

O presidente do Conselho de Remunerações e Previdência do BCP, Joe Berardo, explica que a decisão de manter o vencimento a Armando Vara foi tomada porque existia um contrato acordado e "não podíamos deixar de pagar, não o podíamos cancelar", sob pena "de termos algum processo em cima".

Como o contrato de Armando Vara acaba em Dezembro deste ano, diz Joe Berardo, nessa altura será resolvido. "Não conhecia Armando Vara, não sou nem nunca fui da política, e também compreendo que custa pagar a alguém que não está a fazer nada. Dói-me muito pagar a alguém que não está a trabalhar",  acrescenta.