Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Economia

Aumento do desemprego segue dentro de momentos

  • 333

Apesar do ligeiro recuo registado entre abril e maio, a evolução do desemprego em Portugal nos últimos 12 meses revela tendência de crescimento.

Nos últimos 12 meses o desemprego jovem em Portugal não deu sinais de recuar enquanto na população ativa entre os 25 e os 74 anos continua a revelar uma tendência de crescimento, apesar da ligeira queda registava entre abril e maio deste ano.

Segundo os dados do gabinete de estatísticas da União Europeia, hoje divulgados, no mês de maio estavam sem emprego 932 mil portugueses entre os 25 e os 74 anos e 171 mil com menos de 25 anos. (ver gráfico)

Portugal continua, assim, a apresentar a terceira taxa de desemprego mais elevada da União Europeia (17,6% em maio). Pior, só a Espanha (26,9%) e a Grécia (26,8%, dados de março), todos muito acima da zona euro (12,2%).

Focando no desemprego jovem (cidadãos ativos com menos de 25 anos), Portugal mantém terceira posição, apresentando em maio uma taxa de 42,1%. À nossa frente voltam a estar os suspeitos do costume: Grécia (59,2%, em março) e a Espanha (56,5%).