Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Auditoria ao Montepio terá detetado irregularidades

  • 333

Auditoria especial ao Montepio pode ser concluída esta quarta feira. E, segundo a SIC, terá detetado irregularidades. 

A auditoria especial ao Montepio, encomendada pelo Banco de Portugal no ano passado à Deloitte, está prestes a ser concluída. A SIC está a noticiar que o documento terá detetado irregularidades e que o governador, Carlos Costa, já exigiu mudanças de fundo e uma nova gestão independente para o banco. Em causa está sobretudo a elevada dependência da Associação Mutualista e problemas em créditos bancários.

A informação corrobora a manchete de hoje do Público, que noticia a existência de problemas no Montepio. A auditoria, que inicialmente se chamava auditoria forense e depois passou a chamar-se auditoria especial, demorou nove meses a ser realizada.

Ao que a SIC noticia, a auditoria que arrancou em Julho terá detectado irregularidades relacionadas com os créditos concedidos e ainda quebras no principio da gestão sã e prudente do banco. O Banco de Portugal quer que o banco passe a ter uma gestão independente, o que acontecerá com a nomeação de Fernando Teixeira dos Santos, que assim deverá substituir Tomás Correia na presidência do banco.

A dependência que existe entre o Montepio e a Associação Mutualista é o principal foco de atenção, até porque relembra a exposição do BES ao GES. Contactados pela SIC, o Banco de Portugal prefere não se pronunciar. Já Tomás Correia contesta todas as acusações de má gestão.