Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Atividade económica e consumo privado desaceleram, diz o INE

Na zona euro, o indicador de confiança dos consumidores agravou-se, enquanto o sentimento económico recuperou ligeiramente.

Os indicadores de atividade e clima económico diminuiram em novembro, de acordo com a síntese de conjuntura do Instituto Nacional de Estatistica (INE) divulgada esta manhã.

Em Portugal, o indicador de clima económico diminuiu de forma ténue, após

estabilizar no valor mais elevado desde julho de 2008. O indicador de atividade económica diminuiu ligeiramente em outubro e os indicadores de curto prazo (ICP) apresentaram sinais negativos sobre a evolução da atividade na

indústria, na construção e obras públicas e em sectores de serviços.

Já o indicador do consumo privado apresentou um crescimento homólogo menos expressivo em outubro, refletindo sobretudo o abrandamento do

consumo corrente.

Relativamente ao comércio internacional de bens, as exportações e importações apresentaram variações homólogas de 4,1% e 2,0% em outubro, respetivamente (1,5% e 2,9% no mês anterior).

Na zona euro, o indicador de confiança dos consumidores agravou-se, enquanto o  sentimento económico recuperou ligeiramente. Em novembro, os preços das matérias-primas e do petróleo registaram variações em cadeia de 1,2% e -7,7%, respetivamente (-1,1% e -8,3% em outubro).