Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Alessio Rastani, o 'corretor' desbocado que chocou o mundo

A BBC caiu na rasteira. Afinal, Alessio Rastani é um falso corretor que só queria atenção. Investir para ele não passa de um hobby.

Só queria atenção, mas conseguiu muito mais do que isso. Alessio Rastani era um 'corretor' desconhecido até ontem, quando deixou o mundo de boca aberta com as suas declarações sobre a crise. "Não são os governos que mandam no mundo. A Goldman Sachs é que governa o mundo" ou "há três anos que sonhava todas as noites com uma recessão como esta para poder ganhar mais dinheiro" foram  algumas das frases da intervenção de Rastani na BBC, que deixaram estupefactos os jornalistas e quem o estava a assistir na TV. O vídeo da entrevista depressa correu para o Youtube, blogues e redes sociais e hoje o falso corretor é um dos assuntos mais comentados na Web. Os mais incrédulos disseram mesmo acreditar que o alegado corretor pertencia ao grupo "Yes Man", que se infiltra nos media para fazer críticas sociais e políticas, mas a BBC garantiu em comunicado que investigou o entrevistado e que conclui tratar-se de um corretor independente. Mas afinal, investir nada mais é do que um passatempo para Rastani, como o próprio admite.

Dívida de 11 mil euros

Em entrevista ao "Telegraph", Alessio Rastani disse adorar chamar a atenção, mas sublinha que não volta atrás nem com uma palavra. "Procuro atenção. Foi isso que me faz falar e aceitar ir à BBC. Investir é um hobby para mim e não um negócio. Sou um falador e adoro falar em público. Mas garanto que quis dizer cada uma daquelas palavras", disse o corretor ao jornal britânico. Alessio Rastani tem 34 anos e vive num casa alugada com a namorada no sul de Londres. Na sua conta bancária tem atualmente 1100 euros, mas uma dívida com o banco de mais de 11.000 euros.

Veja aqui as declarações de Alessio Rastani: