Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Administradores do BES na PT tinham de conhecer riscos - mas calaram-se

  • 333

FOTO MARCOS BORGA

Henrique Granadeiro implica Amílcar Morais Pires e Joaquim Goes no investimento ruinoso da PT em papel comercial do GES.

Pedro Santos Guerreiro e Anabela Campos

Henrique Granadeiro sublinhou esta tarde durante a comissão parlamentar de inquérito ao caso Espírito Santo que havia gestores do BES que também o eram da PT, e que promoveram ou não estiveram contra o investimento em papel comercial da RioForte.

Amílcar Morais Pires e Joaquim Goes eram simultaneamente administradores do Banco Espírito Santo e da Portugal Telecom à época da subscrição do papel comercial da RioForte, em fevereiro de 2014, relembrou Granadeiro. Que lembrou que Morais Pires teve um papel ativo neste investimento, promovendo-o do lado do BES; e que Joaquim Goes era administrador do BES com o pelouro do risco.

Tendo em conta estas funções, disse Granadeiro, os dois amdinistradores não podiam desconhecer os riscos que ja existiam no investimento em papel comercual do Grupo Espírito Santo. Apesar disso, não lançaram qualquer alerta.