Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

A grande invasão da internet das coisas

  • 333

Amadeu Neto, proprietário da queijaria Ribeira de Alpeadre

José Caria

Depois de chegado aos computadores e aos telemóveis, a internet está a chegar às 'coisas' do quotidiano e às empresas.

João Ramos

João Ramos

Jornalista

Amadeu Neto não esconde o entusiasmo. Passou a ser mais fácil controlar 15 ovelhas das mais irrequietas do rebanho  da queijaria de Ribeira de Alpeadre, através de coleiras eletrónicas ligadas à internet. Em maio, o projeto-piloto da internet das coisas aplicado à pecuária, em parceria com a tecnológica portuguesa Sensefinity, vai ser alargado à maioria das 400 ovelhas do rebanho. E com uma inovação adicional: as coleiras ligadas à internet vão ter uma superfície fotovoltaica para que tenham autonomia energética (deixa de ser necessário trocar pilhas). 

Esta utilização pioneira da internet das coisas ("internet of things", na versão inglesa) numa queijaria da Beira Baixa, é um exemplo que demonstra que esta revolução tecnológica está a chegar também aos sectores tradicionais, além de já estar a invadir o quotidiano das pessoas, nas casas, nas cidades e em quase todos os sectores de atividade económica.  

Leia mais na edição deste fim de semana.