Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

CaixaBank paga €5 milhões por aumento da posição no BPI para 94,5%

Luís Barra

Acionistas do BPI votam em 29 de junho em assembleia-geral a saída de bolsa do banco

O espanhol CaixaBank comprou 3.432.650 ações ordinárias do BPI, num investimento de quase cinco milhões de euros, passando a deter 94,5% do capital social e dos direitos de voto do banco, foi hoje comunicado ao mercado.

Num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o BPI informou que o CaixaBank adquiriu "nos passados dias 3, 4, 5 e 6 de julho de 2018, 3.432.650 ações ordinárias do banco [...], representativas de 0,236% do capital social" e dos direitos de voto do banco, "tendo pago um preço médio de 1,45 euros por ação e um valor total de 4.977.343,00 euros".

"Na sequência destas aquisições, o CaixaBank passou a deter diretamente 1.376.903.083 ações representativas de 94,508% do capital social do BPI e de 94,517% dos direitos de voto no BPI", lê-se na informação enviada ao mercado. Em 18 de junho, o Caixabank já tinha reforçado em mais 0,027% a posição no BPI, detendo, na altura, 94,125% do capital social do banco.

Os acionistas do BPI votam em 29 de junho em assembleia-geral a saída de bolsa do banco, uma decisão anunciada em 6 de maio pelo CaixaBank depois de ter acordado comprar ao grupo Allianz mais 8,425% do capital social da instituição financeira, ficando assim com 92,935% do capital. Desde então, o banco espanhol já comunicou ao mercado -- em 8 de maio, 25 de maio, 7 de junho, 18 de junho e hoje - mais cinco reforços da sua posição no BPI, para os atuais 94,508%.