Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Efeito Ronaldo. Juve valoriza 130 millhões em bolsa. Já vale mais de 800 milhões

JOSE COELHO

Esta quinta-feira as ações da Juventus sobem perto de 8%- esta semana a valorização vai em 15%. O clube vale agora mais 130 milhões de euros. A cifra supera o que deverá pagar pela transferência de Ronaldo

As ações da Juventus não escapam ao efeito Ronaldo. A saída do CR7 de Madrid não está confirmada, mas os investidores desataram a comprar ações d clube de Turim, dominado pela família Agnelli.

Esta quinta-feira, a cotação segue uma trajetória ascendente impressionante - abriu a subir 4,5% e a meio da manhã ganha perto 8%, depois de ontem ter fechado com ganhos acima dos 7%.

Capitalização de 800 milhões

A Juventus terá de pagar 100 milhões de euros por Ronald, mas em duas sessões a sua capitalização já ganhou mais do que isso. A cotação atual levou o valor da Juve a superar a cifra dos 800 milhões de euros, um máximo de vários anos. No fim de junho a capitalização era de 670 milhões.

Nos últimos 12 meses, a Juventus gerara 76 milhões de liquidez e acumulara 230 milhões de dívidas.

O efeito Ronaldo surge num momento em que os analistas desconfiavam da saúde dos indicadores financeiros do clube, que lida com um passivo de 427 milhões de euros.

Para os analistas, o balanço revela uma excessiva alavancagem, embora reconheçam que o clube conseguirá gerar liquidez para pagar a dívida. Com a entrada em cena do ativo CR7, o perfil do balanço deixa de contar para investidores e analistas.

Na sessão de quarta-feira, mudaram de mãos 13,4 milhões de ações. Um volume impressionante, tendo em conta que era raro o dia em que a sociedade negociava mais de dois milhões de títulos.