Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

TDT terá de libertar a faixa hertziana que hoje usa e cedê-la à 5ª geração móvel

A frequência dos 700 MHz, hoje usada pela Televisão Digital Terrestre (TDT), é a eleita para a 5ª geração móvel. E vai ter de ser libertada para esse efeito até 30 de Junho de 2020, decidiu a ANACOM. Esta alteração não terá custos para os utilizadores da TDT

“A ANACOM divulgou o roteiro nacional de libertação da faixa dos 700 MHz, necessária ao desenvolvimento da 5ª geração móvel no quadro dos acordos internacionais e das determinações do Parlamento Europeu e do Conselho. A libertação da faixa, que deve começar no último trimestre de 2019 e decorrer até 30 de junho de 2020, implica que haja uma migração da televisão digital terrestre (TDT) para uma nova faixa de frequências”, explicou hoje o regulador em comunicado.

A saída da TDT da faixa dos 700 MHz não terá custos para os clientes, garante a ANACOM. As pessoas não terão de comprar um novo descodificador, nem comprar qualquer equipamento, nem mesmo de reorientar a antena, explica fonte oficial do regulador. Só terão de sintonizar na nova frequência, em princípio a de 600 MHz.

“Apesar da simplicidade do processo, a ANACOM vai apoiar todos os utilizadores, estando a preparar um plano para esse efeito”, esclarece.

“O roteiro nacional proposto pela ANACOM, que mereceu o acordo do Secretário de Estado das Infraestruturas, prevê a adoção do cenário mais simples de migração, através da manutenção da tecnologia atual e sem necessidade de qualquer período de transmissão simultânea”, afirma o regulador.