Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Governo espanhol poderá complicar OPA da China Three Gorges sobre a EDP

Javier Lizon/EPA

Ministro espanhol da Energia avisa que os chineses terão de submeter a compra da EDP à aprovação de Madrid, apesar de tal não ter sido previsto no anúncio da OPA que foi entregue em Portugal

O ministro espanhol da Energia, Álvaro Nadal, antevê dificuldades no processo de aprovação da oferta pública de aquisição (OPA) que a China Three Gorges (CTG) lançou sobre a EDP, segundo afirmou o governante em declarações ao jornal “El Economista”.

De acordo com a mesma publicação, o ministro Álvaro Nadal espera que nas próximas semanas a CTG entregue em Espanha os pedidos de autorização, nomeadamente em matéria de concorrência, para avançar com a OPA, já que a EDP tem ativos relevantes em Espanha, como a sua participação na central nuclear de Trillo e a rede de distribuição de eletricidade das Astúrias.

Álvaro Nadal diz seguir o processo com atenção, até porque no anúncio da OPA a CTG não referiu a necessidade de obtenção de aprovação dos reguladores em Espanha. Mas o governo espanhol quer ter uma palavra a dizer.

Recorde-se que desde o verão do ano passado que circula o rumor de que a espanhola Gas Natural Fenosa estaria a planear uma fusão com a EDP, cenário que ambas as empresas negaram.

Além de Portugal, a CTG precisará de obter aprovações regulatórias em Bruxelas, na Polónia, Estados Unidos, Canadá, Brasil, entre outros mercados.