Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Imobiliário rende quase 11 vezes mais do que os ativos financeiros

O centro comercial Dolce Vita Tejo, perto da Amadora, foi vendido este ano por €300 milhões

José Caria

Retorno mais alto explica, em grande, o recorde de investimento em Portugal em 2017

Ana Baptista

Ana Baptista

Jornalista

No último ano ouviu-se e leu-se vezes sem conta que Portugal está na moda e que 2017 foi de recordes no imobiliário nacional (ver números). Mas que não se pense que somos uma ilha bafejada pela sorte e que todos os investidores vêm cá parar. Investir em imobiliário está na moda em todo o mundo, não é só em Portugal.

E há várias razões para isso, como o aumento do crescimento económico global nos últimos três anos, as taxas de juro historicamente baixas e o aumento do turismo.

Para ler o artigo na íntegra, clique AQUI