Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Presidente da Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa demitiu-se

RUI MINDERICO

Apesar do referendo realizado quinta-feira que aprovou a continuação do trabalho da Comissão de Trabalhadores na Auroeuropa, o seu presidente decidiu apresentar a demissão, avança o ECO

Fernando Gonçalves, eleito como coordenador da Comissão de Trabalhadores (CT) da Autoeuropa dia 3 de outubro de 2017, demitiu-se esta sexta-feira, segundo informação avançada pelo jornal económico ECO.

Depois de uma tensa negociação entre trabalhadores e gerência sobre os novos horários de trabalho, Fernando Gonçalves tinha merecido de novo a confiança da maioria dos funcionários da fábrica de automóveis esta quinta-feira, quando 57% votaram em referendo pela continuação desta mesma comissão em funções. No entanto, 38% defenderem a sua saída.

Em comunicado, Fernando Gonçalves diz que “após análise mais profunda e detalhada” dos resultados do referendo, “é visível que continua a existir um sentimento de contestação a esta Comissão de Trabalhadores, com principal foco na pessoa do seu coordenador Fernando Gonçalves”.

O referendo surgiu na sequência da entrega de um abaixo-assinado de 190 trabalhadores, que afirmam não se rever nos atuais representantes. O antigo coordenador, Fernando Sequeira, sucessor de António Chora, foi um dos promotores desta tentativa de destituição, que os trabalhadores acabaram por rejeitar.

Os novos horários de trabalho ao sábado na Autoeuropa arrancaram em fevereiro e duram até agosto, já que as metas introduzidas pela Volkswagen pressupõem a produção de 240 mil automóveis este ano. Após dois pré-acordos chumbados pelos trabalhadores, a administração da fábrica decidiu unilateralmente impor na mesma as horas extra, que serão recompensadas.