Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Desemprego caiu para os 7,9% no primeiro trimestre de 2018

Tiago Miranda

A população desempregada, estimada em 410,1 mil pessoas, registou uma diminuição trimestral de 2,8%, revelam os últimos dados do INE

Catia Mateus

Catia Mateus

Jornalista

A taxa de desemprego nacional foi de 7,9% no primeiro trimestre de 1018, um valor inferior em 0,2 pontos percentuais face ao trimestre anterior e de 2,2 pontos percentuais relativamente ao trimestre homólogo, revelam os últimos dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

A população desempregada, estimada em 410,1 mil pessoas, registou uma diminuição trimestral de 2,8% (menos 11,9 mil), acentuando a redução que já vinha sendo observada desde o segundo trimestre de 2016. Em relação ao trimestre homólogo, verificou-se uma diminuição de 21,7% (menos 113,8 mil indivíduos), ligeiramente inferior à observada no trimestre anterior.

A população empregada, estimada em 4.806,7 mil pessoas, registou uma variação trimestral relativa quase nula, com um ligeiro acréscimo de 1,8 mil pessoas, e um aumento homólogo de 3,2% (mais 148,6 mil indivíduos).

A variação trimestral da população empregada está sobretudo sustentada nos aumentos ocorridos nos seguintes segmentos populacionais: das mulheres (9,2 mil, num crescimento de 0,4% face ao trimestre anterior), das pessoas entre os 45 e os 64 anos (12,9 mil, mais 0,6%), dos que completaram o ensino secundário ou pós-secundário (29 mil; 2,3%), das pessoas empregadas nos serviços (34,2 mil, mais 1%), dos que trabalham por conta própria (1,9 mil, mais 0,2%) e dos empregados a tempo completo (16,6 mil, mais 0,4%).

A taxa de emprego entre a população com 15 e mais anos situou-se, nos primeiros três meses de 2018, nos 54,3%. Um valor que se mantém inalterado face ao último trimestre de 2017.

O último Inquérito ao Emprego, agora divulgado, revela ainda que a taxa de atividade da população em idade ativa (com 15 e mais anos) foi de 58,9% no primeiro trimestre do ano. Uma diminuição de 0,1 pontos percentuais face ao trimestre anterior e de 0,4% quando comparada com o trimestre homólogo.

A taxa de atividade dos homens (64,4%) foi superior à das mulheres (54,2%) em dez pontos percentuais, mas registou uma diminuição de 0,3% nos homens e um aumento de 0,1% mas mulheres, face ao trimestre anterior. Comparando com o mesmo trimestre de 2017, ambas as taxas de atividade aumentaram, com maior incidência no grupo das mulheres (0,5%) face aos homens (0,4%).

A taxa de desemprego dos jovens, entre os 15 e os 24 anos, registou no primeiro trimestre de 2018 o seu valor mais baixo desde 2011, início da atual série estatística do INE: 15,2%.

Nas suas estimativas trimestrais, o INE considera a população com 15 anos e mais anos e, ao contrário das estatísticas mensais, os valores trimestrais do emprego não são ajustados de sazonalidade.

[Notícia atualizada às 11h50]