Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Nascem por dia 145 empresas

Nos primeiros três meses de 2018 foram criadas 13 mil empresas. Os encerramentos continuam a baixar. Mas, são cada vez menos as empresas que pagam a horas.

Nos primeiros três meses de 2018 nasceram 13 080 empresas, uma subida homóloga de 8%.

Em média, foram criadas 145 empresas por dia, de acordo com os dados revelados esta sexta-feira pelo barómetro Informa D&B. Tendo como referência o ciclo de 12 meses terminado em março, a subida foi de 9,5%. Os distritos de Lisboa e Porto foram os principais impulsionadores desta evolução.

Em termos setoriais, o barómetro destaca o dinamismo que marca em especial o universo dos serviços, imobiliário, transportes e alojamento/restauração.

Nos serviços foram criadas mais 4 288 empresas, seguindo-se o retalho (1616) e do alojamento e restauração (1532).

42 encerramentos por dia

Do lado dos encerramento, o desempenho do trimestre é igualmente favorável. O registo é de 3805 encerramentos, o que traduz uma redução homóloga de 3,3% (8% em base anual).A média diária está nos 42.

A maior mortalidade atinge os negócios em que se verificam mais nascimentos; serviços (939), retalho (683) e alojamento e restauração (445).

Nas novas insolvências (675), o ritmo de descida iniciado em 2013 manteve-se no primeiro trimestre, mas a evolução depende dos setores de atividade. No conjunto, os novos processos registam uma redução homóloga de 12%. A indústria transformadora, com 148 novos processos de insolvência lidera a lista, seguida do retalho (109) e construção (101).

No plano de pagamentos, o barómetro regista que o ambiente está em deterioração. A percentagem de empresas que cumpriu os prazos foi de 15,1%, atingindo em março o valor mais baixo desde 2007. Este indicador está em queda desde setembro de 2017..