Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Estado pode emprestar até €450 milhões ao Fundo de Resolução para o Novo Banco

Nuno Fox

Fundo de Resolução vai injetar €792 milhões no Novo Banco, dos quais até €450 milhões serão emprestados pelo Estado. O banco apresentou esta quarta-feira prejuízos recorde de quase €1400 milhões

O Fundo de Resolução terá de injetar este ano €792 milhões no Novo Banco, relativos às contas do ano passado.

Para essa injeção de capital, o Fundo de Resolução usa, em primeiro lugar, os recursos financeiros disponíveis, que resultam das contribuições pagas pelo setor bancário. Mas esses recursos não são suficientes e o Estado pode ter de emprestar até €450 milhões.

“O montante concreto desse empréstimo ainda não está fixado, mas estima-se que não ultrapasse os €450 milhões, ficando assim aquém do limite anual de €850 milhões, inscrito no Orçamento do Estado [para 2018]”, adianta em comunicado o Fundo de Resolução.

Até à data, o Estado emprestou €4389 milhões ao Fundo de Resolução: €3900 milhões em agosto de 2014 e €489 milhões em dezembro de 2015 (dos quais já foram reembolsados parcialmente €136 milhões).

A instituição liderada por António Ramalho apresentou esta quarta-feira prejuízos históricos de €1392 milhões. Para este resultado negativo pesou o elevado nível de imparidades (provisões para perdas potenciais), que totalizaram €2057 milhões.

Por causa das perdas históricas, o mecanismo de capitalização contingente foi acionado e o Fundo de Resolução vai assim injetar €792 milhões. No processo de venda de 75% do banco ao Lone Star, o Fundo de Resolução, que mantém 25% do capital, acordou o compromisso de realizar pagamentos à instituição liderada por António Ramalho em caso de degradação dos ativos e dos níveis de capitalização da instituição.

No entanto, segundo disse à agência Lusa fonte oficial das Finanças, o ministério ainda “não foi notificado pelo Fundo de Resolução” da necessidade de financiamento do banco.

O Fundo de Resolução já desembolsou €4900 milhões para apoiar a medida de resolução do BES, acrescentando agora a provisão de €792 milhões.

Notícia atualizada às 21h19