Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Novartis vende participação à GSK por 10,5 mil milhões de euros

Roberto Machado Noa/GETTY

A britânica GlaxoSmithKline passará a deter a totalidade do negócio conjunto que tinha com a Novartis desde 2014

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A Novartis acordou vender por 13 mil milhões de dólares (o equivalente a 10,5 mil milhões de euros) a participação de 36,5% que tem na sua parceria com a britânica GlaxoSmithKline (GSK) na área de cuidados de saúde, uma transação que deixará a GSK com 100% daquele negócio.

A aliança entre as duas empresas nasceu em 2014 e nos três anos seguintes as vendas da unidade de negócio conjunta para os cuidados de saúde cresceram a uma média anual de 4%. A margem operacional desta parceria subiu de 11,3% para 17,7% entre 2015 e 2017.

O acordo inicial previa que a Novartis pudesse vender à GSK a sua participação entre março de 2018 e março de 2035. Uma janela temporal demasiado aberta, que, segundo a GSK, criava uma elevada incerteza em torno do negócio. O acordo agora firmado visa eliminar essa incerteza, explica a GSK em comunicado.

Para ajudar a financiar a aquisição dos 36,5% que a Novartis irá vender a GSK revelou estar a equacionar a venda da posição de 72,5% que tem na indiana Horlick. A avaliação sobre o negócio na Índia estará concluída até ao final deste ano.