Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Russos visitam margem sul do Tejo em busca de investimentos

Lisnave

Há várias entidades russas que estão a “perspetivar a possibilidade de instalar unidades de produção em Portugal e fazer daqui a base da operação para chegar a outros mercados”, refere um dos responsáveis pela comitiva russa citado empresa pública Baía do Tejo, que gere os terrenos de antigas zonas industriais da margem sul

Uma comitiva russa está a visitar diversos locais em Portugal, em particular os territórios geridos pela Baía do Tejo, com o objetivo de analisar possíveis possibilidade de investimento no país.

Os responsáveis de várias entidades oficiais e diversas empresas associadas da Câmara de Comércio e Indústria da Federação da Rússia estão presentes na visita que começou por dar a conhecer os ativos da Baía do Tejo e o contexto em que os mesmos estão sediados nos concelhos de Almada, Barreiro e Seixal, incluindo também uma visita ao parque empresarial de Estarreja, no norte do país, disse à agência Lusa fonte da empresa.

A Baía do Tejo, empresa do universo Parpública, tem a responsabilidade dos territórios das antigas áreas industriais do Barreiro, Seixal e Almada, mas também do parque empresarial de Estarreja.

“Este é um primeiro momento, mas esperamos até ao final do ano voltar com um conjunto de empresas mais extenso e de áreas mais diversas. É importante perceber o ambiente económico e o mercado português”, disse Dmitry Bulatov, um dos responsáveis da comitiva russa, citado em comunicado pela Baía do Tejo.

Segundo o documento, enviado à Lusa, as entidades russas estão a “perspetivar a possibilidade de instalar unidades de produção em Portugal e fazer daqui a base da operação para chegar a outros mercados”.

Esta visita surge na sequência da presença em Moscovo de uma delegação da Baía do Tejo, onde se estreitaram relações com as Câmaras de Comércio e Indústria de Moscovo e da Federação da Rússia.

Na ocasião foram assinados três protocolos com entidades ligadas à Câmara de Comércio e Indústria da Federação da Rússia. As entidades são a National Guild of Producers and Importers, a National Union of Food Exporters e a Russian-Portuguese Business Council of Chamber of Commerce and industry of the Russian Federation.

Foi ainda assinado um memorando de entendimento com a Câmara de Comércio e Indústria de Moscovo, que representa cerca de 3.500 associados.