Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Amazon destrona Google e torna-se a segunda empresa mais valiosa

getty

Investidores estão otimistas em relação ao negócio da Amazon na nuvem e a entrada do gigante de e-commerce em novos mercados

A Amazon tornou-se a segunda empresa norte-americana em bolsa com maior valor de mercado. Pela primeira vez, na terça-feira, o gigante de e-commerce ultrapassou a Alphabet, que detém a Google. O pódio das capitalizações bolsistas nos Estados Unidos continua a ser liderado pela Apple, com 889 mil milhões de dólares.

As ações da tecnológica liderada por Jeff Bezzos fecharam em alta, a subir 2,69%, registando uma capitalização de mercado de 768 mil milhões de dólares durante a sessão de terça-feira. No último ano, e até à passada segunda feira, as ações da Amazon valorizaram 81%, crescendo a reboque da aceleração das receitas, sublinha a “Bloomberg”.

Também o negócio da Amazon na nuvem (Amazon Web Services) tem sido visto com bons olhos pelos investidores, que acreditam que este permitirá gerar capital para investir em lojas físicas, conteúdos originais, centros de dados, entre outros.

A Amazon “está a usar a sua liquidez para desenvolver novos negócios”, afirmou à Reuters Tim Ghriskey, diretor de investimento da Inverness Counsel em Nova Iorque.

Já as ações da Alphabet perderam 0,39%, fazendo descer o seu valor de mercado para 762 mil milhões de dólares.

A dona da Google pode estar a sofrer ainda consequências da polémica associada ao Facebook, na qual se sabe que a empresa Cambridge Analytica, que trabalhou para a campanha de Donald Trump nas presidenciais norte-americanas e do Brexit, obteve e facilitou dados de mais de 50 milhões de utilizadores, usando-os para manipular informação e utilizadores. A Google, tal como o Facebook, é frequentemente criticada pela forma como usa os dados dos utilizadores.