Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Excedente na balança comercial da zona euro recua em 2017

Excedente comercial de bens da zona euro recuou de 265,3 mil milhões em 2016 para 236 mil milhões em 2017, revela o Eurostat

O excedente no comércio internacional de bens da zona euro recuou, em 2017, para os 236,0 mil milhões de euros, face aos 265,3 mil milhões registados no ano anterior, segundo o Eurostat.

As exportações, no acumulado do ano de 2017, aumentaram para os 2.194,0 mil milhões de euros (mais 7,1% face a 2016) e as importações subiram 9,8% de 2016 para 2017, saldando-se em 1.958,0 mil milhões de euros.

Na União Europeia (UE), o excedente da balança comercial externa de bens diminuiu para os 22,9 mil milhões de euros, em 2017, quando comparado com os 32,1 mil milhões de euros do ano anterior.

As exportações estabeleceram-se no 1.878,8 mil milhões de euros, mais 7,7% do que no ano anterior, e as importações aumentaram, em termos homólogos 8,6% para os 1.855,9 mil milhões de euros.

Em janeiro último, a zona euro registou um excedente de 3,3 mil milhões de euros no comércio internacional de bens, contra o défice de 1,4 mil milhões do mês homólogo de 2017.

De acordo com o gabinete de estatísticas da UE, as exportações de bens da zona euro para o resto do mundo atingiram os 178,6 mil milhões de euros (mais 9,1% do que no mês homólogo, 163,7 mil ME), enquanto as importações chegaram aos 175,4 mil milhões de euros (mais 6,5% do que os 165,0 mil milhões de janeiro de 2017).

Défice agrava-se

No conjunto dos 28 Estados-membros o défice do comércio internacional de bens agravou-se, em janeiro, para 20,3 mil milhões de euros, face aos 17,4 mil milhões de euros relativos a janeiro de 2016.

As exportações da UE saldaram-se em 150,5 mil milhões de euros, ou seja mais 6,5% do que os 141,3 mil milhões de euros do mês homólogo. Já as importações chegaram aos 170,8 mil milhões de euros, uma subida de 7,6% face aos 158,7 mil milhões de euros de janeiro de 2017.