Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Vinhos portugueses jogam ao ataque na Alemanha

getty

A ProWein é o maior evento mundial do sector. Este ano, terá 370 produtores portugueses a festejar, com os seus vinhos, a subida de 7,5% nas exportações do sector

Trezentos e setenta produtores portugueses estão a caminho da cidade alemã de Dusseldorf, onde vão dar a provar ao mundo os seus vinhos na Prowein, a maior feira mundial para profissionais do sector.

Este ano, o sector celebra a subida de 7,5% nas exportações em 2017, para os 777,9 milhões, É o regresso à tendência de alta, depois da queda de 1,6% no ano passado ter interrompido um ciclo de crescimento iniciado em 2010.

Para este desempenho, em 2017, o mercado comunitário contribuiu com uma taxa de 2,5% o os outros destinos deram um salto de 14,8%, indicam os números do IVV – Instituto da Vinha e do Vinho.

A Alemanha constitui o quarto mercado em valor do sector, com compras de 47 milhões de euros, e cresceu 8,1% no ano passado. Já a França, o maior cliente de vinhos nacionais, caiu 0,5%, para 109,2 milhões de euros, enquanto o Reino Unido aumentou 7,1% e os EUA subiram 5,6%.

Nos mercados extra-comunitários, os destaque vão para Angola, que saltou 40%, o Brasil (53%), China (24%) e Federação Russa (18,3%).

Um dos pontos que o sector quer trabalhar na Alemanha é o preço médio por litro, que está nos 1,79 euros, 7,9% abaixo do ano passado e também abaixo da média nacional de 2,61 euros/litro. Nos três maiores mercados, os preços médios estão acima deste valor, com França nos 2,82 euros, Reino Unido nos 3,63 euros e Estados Unidos nos 3,92 euros. Logo a seguir à Alemanha, no 5º e 6º lugares do ranking das exportações de vinhos portugueses, os Países Baixos apresentam um preço de 3,4 euros/litro e a Bélgica está nos 3,32 euros/l.

O segundo lugar na preferência dos alemães

Durante a feira, de 18 a 20 de março, a participação lusa na Prowein inclui provas, mas também um vasto programa de seminários, com oradores internacionais que prometem propor harmonizações gastronómicas com vinhos portugueses e sugestões de combinação com pratos de comida internacional.

A Viniportugal, a associação interprofissional que responde pela promoção internacional dos vinhos portugueses, com a missão de promover a imagem do país enquanto produtor de excelência, valorizando a marca "Vinhos de Portugal /Wines of Portugal", abre o seu stand a provas de 80 vinhos portugueses selecionados, do Vinho Verde ao Alentejo, todos premiados em concursos e provas nacionais e internacionais.

Um estudo da organização da Prowein, em colaboração com a Universidade de Geisenheim, mostra que Portugal foi o sétimo país mais procurado na edição anterior do certame. De acordo com a Viniportugal, este trabalho, realizado com 1500 especialistas do sector vitivinícola de 46 países, mostrou que 17 em cada 100 pessoas tinha interesse em incluir vinhos portugueses na sua gama de produtos e o país ocupava o 4º lugar nas opções de compra dos retalhistas internacionais, com 21%, atrás da Alemanha, Espanha e Itália.

Considerando apenas as opiniões dos retalhistas alemães, Portugal ficava em segundo lugar (26%) nas opções para alargar a gama de produtos a novos países, atrás da Áustria.