Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Impacto da reunião do BCE. Juros portugueses descem e euro desvaloriza 0,5%

Os juros das Obrigações do Tesouro português a 10 anos chegaram a cair para 1,79% após o encerramento da conferência de imprensa de Mario Draghi. O euro, depois de uma valorização inicial em reação à primeira mexida na comunicação do Banco Central Europeu, depreciou-se

Jorge Nascimento Rodrigues

Os juros (yields) das Obrigações do Tesouro (OT) português a 10 anos caíram esta quinta-feira para 1,79% no mercado secundário pelas 14h30 (hora portuguesa) no final da conferência de imprensa de Mario Draghi apresentando os resultados da reunião do Banco Central Europeu (BCE).

Trata-se de um novo mínimo desde que registaram 1,67% em 23 de janeiro, uma taxa que respeitava à anterior linha de OT que servia de referência a 10 anos (e que vence em 2027).

O nível agora registado está muito abaixo das taxas acima de 2% pagas em janeiro no lançamento desta nova linha a 10 anos (que vence em 2028) e no primeiro leilão realizado em fevereiro.

O euro, depois de uma valorização imediata a seguir aos mercados terem constatado que o Conselho de Governadores do BCE tinha decidido eliminar do comunicado oficial uma referência à possibilidade de um aumento na duração ou no volume de compras do programa de aquisições (vulgo QE, do inglês quantitative easing) em vigor, entrou em depreciação, caindo para 1,2349 dólares pelas 15h, significando uma desvalorização de 0,5% em relação ao fecho do dia anterior.

O comportamento dos mercados alterou-se, corrigindo a reação inicial, após Draghi ter sublinhado na conferência de imprensa que a eliminação daquele pedaço de texto não significava qualquer mexida na substância da estratégia do BCE.