Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Natixis inaugura centro tecnológico no Porto

Banco francês já contratou 300 profissionais na área digital. Até ao fim de 2019, a folha salarial portuguesa vai duplicar

É uma inauguração tardia (o centro está em operação há meses), mas ainda assim relevante e simbólica ao ponto de contar com a presença, à última hora, do Primeiro Ministro, António Costa. O banco Natixis, o braço de banca empresarial, investimento e gestão de ativos do grupo francês BPCE – Banque Populaire & Caisse d’Epargne, inaugurou esta quarta feira no Porto o seu centro tecnológico que dará suporte informático aos 38 mercados em que opera.

É o maior investimento em recursos humanos do banco que, no total, irá gerar até ao fim de 2019 mais de 600 empregos qualificados em Portugal - o banco já recrutou 300 profissionais.

Fatores favoráveis

Nathalie Risacher, a diretora da operação portuguesa da Natixis, explica a opção pelo Porto por um conjunto de fatores favoráveis.

Nataxis encontrou aqui "profissionais muito competentes e dedicados, com formação nas áreas das ciências e das tecnologias pelas melhores universidades e institutos, com um profundo conhecimento de línguas e uma visão internacional", explica.

O banco diz que este centro de excelência em Tecnologias da Informação (TI) "fornece soluções inovadoras de suporte às operações da Natixis em todo o mundo e resulta de uma estratégia "de internalizar as suas competências tecnológicas".

Negócio global

A equipa do Porto trabalhará de modo integrado com o negócio global da Natixis, apoiando quatro unidades principais: banca empresarial e de investimento; banca de retalho, infraestrutura, segurança e funções de apoio.

A divisão da Natixis está à procura de diversos perfis de TI, para muitas áreas e tecnologias, centrados especialmente nas áreas de desenvolvimento, análise de negócio, business intelligence, controlo de qualidade e para áreas de Infraestrutura e Segurança.

Talento e valor acrescentado

Este investimento da Natixis foi anunciado em meados de 2016 quando Ana Teresa Lehmann, atual secretária de Estado da Indústria, dirigia a InvestPorto, a agência de âmbito municipal dedicada à captação de investimento.

Ana Lehmann regressou esta quarta-feira aos escritórios da Natixis, com uma emoção especial. A escolha de Portugal "é mais uma prova de que o Portugal é indiscutivelmente competitivo na atração de investimento e de projetos de valor acrescentado que procuram e recursos humanos altamente qualificados, neste caso ligados à área digital".

O Primeiro Ministro, António Costa, apontou no investimento como uma prova do "ambiente favorável aos negócios e investimento" que potenciam o talento e criação de emprego em Portugal.

Além do efeito virtuoso no emprego, Rui Moreira, presidente da Câmara Municipal do Porto, referiu o lado de reabilitação que a instalação da Nataxis incorporou numa "zona charneira fundamental ao desenvolvimento da cidade".

O investimento do Natixis concedeu um novo fôlego ao edifício Oporto Center (12 mil m2) na Baixa da cidade (Campo 24 de Agosto), construído nos anos 1990 pela Soares da Costa que ali chegou a ter a sua sede, depois de ter falhado a vocação como centro comercial.