Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Crescimento em Portugal foi acima dos 2,3% da média europeia

marcos borga

Segundo os dados do Eurostat, 7,0%, Eslovénia, Estónia e República Checa foram os países com maior crescimento, enquanto Dinamarca, Reino Unido e Itália foram os que registaram as menores subidas no PIB

O crescimento das economias da zona euro e da União Europeia (UE) acelerou, em 2017, para os 2,3% e os 2,4%, face aos 1,8% e 2,0%, respetivamente, do ano anterior, divulgou esta quarta-feira o Eurostat.

Em Portugal, o PIB aumentou 2,4% em termos homólogos e 0,7% em cadeia, ligeiramente acima do crescimento da zona euro, no último trimestre do ano passado.

No quatro trimestre de 2017, o Produto Interno Bruto (PIB) cresceu, na zona euro, 2,7% na comparação homóloga e 0,6% face ao período entre julho e setembro.

No conjunto dos 28 Estados-membros, o PIB aumentou 2,6% em termos homólogos e 0,6% face ao terceiro trimestre de 2017.
De acordo com o gabinete de estatísticas da UE, entre julho e setembro de 2017, o PIB tinha crescido 2,7% na variação homóloga e 0,7% em cadeia em ambas as zonas.

Entre os Estados-membros para os quais há dados disponíveis, a Roménia 7,0%, Eslovénia (6,2%), Estónia (5,3%) e República Checa (5,2%) foram os países que viram a sua economia mais crescer na comparação homóloga, enquanto a Dinamarca (1,2%), o Reino Unido (1,4%) e a Itália (1,6%) registaram as menores subidas no PIB.

Já face ao trimestre anterior, entre outubro e dezembro de 2017, a Estónia (2,2%), a Eslovénia (2,0%) e a Lituânia (1,4%) registaram as maiores taxas de crescimento e a Grécia e Croácia (0,1% cada) as menores, seguindo-se a Itália e a Letónia (0,3% cada).

Em Portugal, o PIB aumentou 2,4% em termos homólogos e 0,7% em cadeia, ligeiramente acima do crescimento da zona euro, no último trimestre do ano passado.