Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Chegam ao fim barreiras no comércio eletrónico

d.r.

O Parlamento Europeu aprovou esta semana o fim das barreiras injustificadas no comércio eletrónico dentro da União Europeia (UE) por razões relacionadas com a nacionalidade ou o local de residência do cliente. As novas regras, aprovadas hoje no Parlamento Europeu (PE) com 557 votos a favor, 89 contra, e 33 abstenções, vão permitir aos consumidores que efetuem compras pela internet beneficiar de uma escolha mais ampla de produtos e serviços, como equipamentos eletrónicos, alojamento em hotéis, eventos desportivos, aluguer de automóveis ou bilhetes para festivais de música.

Atualmente, é recorrente os consumidores serem impedidos de aceder a ofertas de outros países — 63% dos sítios na internet examinados num estudo da Comissão Europeia praticavam o bloqueio geográfico —, sendo, por exemplo, reencaminhados para outro site devido ao seu endereço IP ou convidados a pagar com um cartão de débito ou de crédito de outro país. Com as novas regras, os consumidores vão poder comprar a partir do sítio na internet que escolherem, sem serem bloqueados nem redirecionados para uma versão diferente da interface em linha.

O fim das barreiras no comércio eletrónico vai impedir os comerciantes de fazer discriminações baseadas na nacionalidade ou no local de residência dos clientes, incluindo nos preços e condições de pagamento.