Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Société Mondiale de Tanure reduz participação na Oi

O fundo Société Mondiale de Nelson Tanure reduziu a participação na operadora brasileira Oi de 6,53% para 4,54%. Uma decisão tomada poucos dias depois de a justiça brasileira ter aprovado o plano de recuperação judicial

Nelson Tanure, o conhecido investidor de bolsa que entrou na Oi já depois de a empresa ter entrado em processo de recuperação judicial, anunciou esta terça-feira que reduziu a sua participação de 6,53% para 5,45%. O fundo Société Mondiale (SM) passou a deter 30,3 milhões de ações.

"O fundo declara que a referida redução não tem como objetivo alterar a composição de controlo ou da estrutura administrativa da companhia", lê-se no comunicado da SM. Eurico Teles, o presidente executivo da Oi, é o responsável dentro da empresa pela recuperação judicial da operadora brasileira, controlada em 27% pela portuguesa Pharol.

Nelson Tanure teve ao início uma relação difícil com os acionistas portugueses e chegou mesmo a confrontar-se com Rafael Mora na altura em que este foi administrador da Oi em representação da Pharol.

A redução da participação ocorre poucos dias depois do plano de recuperação judicial da Oi ter sido aprovado pela justiça brasileira. Prevê-se que os credores fiquem a deter 75% da empresa. A Pharol tem-se oposto a diluição da sua participação.