Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Dicas de poupança: onde encontrar rações mais baratas para animais de estimação?

joão carlos santos

Pedro Andersson

Milhares de famílias portuguesas têm animais de estimação, e muitas que não têm gostariam de ter. Quem tem filhos pequenos sabe que é normalmente um desejo recorrente lá em casa.

Mas há despesas com que deve contar, antes de levar um animal para casa. Claro que queremos poupar, mas garantindo sempre os melhores cuidados possíveis para os nossos animais. Poupar não pode ser à custa de comprar produtos de pouca ou nenhuma qualidade que só vão prejudicar a saúde deles e que vão gerar problemas de saúde que vamos pagar caro em veterinários e preocupações.

No caso das rações, há tantas marcas no mercado, como posso saber se é uma ração “boa” ou “menos boa”? E de que preços estamos a falar para rações “boas”? E como consegui-las mais barato?

E as consultas de veterinário, há algum truque para as conseguirmos mais baratas? Vamos por pontos.

Onde comprar mais barato?

A conclusão a que cheguei é que na maior parte dos casos sai mais barato comprar ração mandando vir de empresas online. E dentro do online, de sites espanhóis. Basta a diferença do IVA (6% em vez de 23%) para compensar. Os portes são grátis (se atingir certo valor) e entregam à sua porta. Claro que deve comparar com os sites portugueses e com as lojas de comércio local, mas não deixe de ver os preços na internet. Basta pesquisar no Google que vai encontrar dezenas de páginas de empresas que vendem ração da marca que quer. Depois é só comparar e escolher.

Leia as embalagens de ração do seu animal

Depois de ter as rações (mais baratas) em casa tenha isto em atenção para poupar ainda mais. As embalagens de ração para cães e gatos trazem uma informação muito importante que a maior parte dos donos não repara e que pode levá-los (levar-nos porque também me incluo aqui) a prejudicar sem querer a saúde dos nossos bichos. É a informação de qual é a quantidade DIÁRIA de ração que deve dar ao seu animal. Normalmente está nas costas da embalagem.

Muitos donos não suportam ver a taça vazia e estão sempre a enche-la Em alguns casos pode estar a dar o dobro do que devia. Porque os animais não sabem dizer que não.

Podemos estar a gastar o dobro do dinheiro em ração todos os meses, e pior, estragando a saúde do animal.

Por exemplo, para a minha gata a dose diária deve ser 75 gramas. Pesei e a medida diária dela para uma alimentação saudável é exatamente um copo de iogurte (dos gregos). A partir daqui é fácil.

Esta dose é para um dia inteiro. Ou seja, ou deixo esta dose e quando acabar não lhe dou mais, ou deixo metade de manhã e coloco o resto quando chego a casa. Se lhe der mais, estou a estragar em todos os sentidos. Eu percebo o problema de muitos donos, seja de cães, seja de gatos. É que parece uma dose minúscula. Vão ficar com fome. Não. Não vão. Nós é que pensamos que sim. Estamos a engordá-los sem necessidade nenhuma. Fale com o seu veterinário para definir a dose exata ideal. Pode poupar muito dinheiro e melhorar a saúde do seu animal.

Menos é mais

Dica de uma especialista: Quanto melhor a ração menos gramas tem de dar ao seu animal. Por isso é que deve ler e seguir as instruções da embalagem. Se está habituado a dar uma ração “má” e por isso tem de lhe dar duas taças de ração, se passar a dar uma ração “boa” pode ter de lhe dar só uma taça. Tem de fazer as contas e levar isto a sério se quiser o melhor para o seu animal de estimação.

E PARE de dar da sua comida ao seu cão ou gato. Pode ser veneno para eles (dizem todos os especialistas que entrevistei). Basta ter sal ou gorduras para lhes fazer mal. Não vão ficar doentes no dia seguinte, mas acumula-se no organismo deles e isso pode refletir-se mais tarde em problemas de saúde graves (e dispendiosos).

Uma dica para conseguir consultas no veterinário e tratamentos mais baratos é tornar-se sócio de uma associação de defesa dos animais. Normalmente todas elas têm protocolos com bons veterinários e clínicas.As consultas ficam a metade do preço, pagando uma anuidade de 25 euros ou à volta disso.

Tem também os seguros de saúde e pode negociar pacotes de tratamento anuais com o seu veterinário. Informe-se.

Podemos dar o melhor aos nossos animais, gastando menos. É uma questão de planeamento. Eles merecem o esforço e a nossa carteira também agradece.