Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Altice admite vender torres de comunicação da PT

Altice admite vender torres de comunicações da PT e assegura que mantém interesse na compra da Media Capital no dia em que comunica uma reestruturação na casa mãe, com a separação do negócio dos EUA

"A única coisa que estamos a ponderar em Portugal é a venda do portefólio de torres [de telecomunicações] que temos e que consideramos um ativo não estratégico", avançou Dennis Okhuijsen, presidente da Altice, em declarações aos jornalistas. O assunto está sob análise. A dona da PT está a vender torres de comunicações em operações que detém em outros países.

"Em Portugal não estamos focados em vender ativos. Estamos muito comprometidos na compra da Media Capital", afirmou Okhujsen. A Altice tem reafirmado nos últimos meses por diversas vezes que a operação portuguesa é para manter. À venda por agora está apenas a operação na República Dominicana.

A separação da Altice USA da casa-mãe deverá estar concluído até ao final do segundo trimestre de 2018.

Pressionada pelos maus resultados em França, uma gigantesca dívida e uma perda de metade do valor das ações em 2017, a Altice tem avançado com reestruturações, esta é a segunda que anuncia em poucos meses. Com a separação dos negócios anunciada esta terça-feira, a Altice assinou um acordo de princípio para o pagamento de um dividendo de 1,5 mil milhões de dólares após a conclusão da operação.

O presidente da PT/Meo, Alexandre Fonseca, já veio entretanto sossegar os trabalhadores, dizendo em correio eletrónico que a separação das operações entre os EUA e a EUA em nada altera o foco estratégico da empresa em Portugal.

"O que significa esta mudança para nós, aqui em Portugal? Quase nada, trata-se de uma reorganização ao nível jurídico, financeiro e de estrutura, visando uma simplificação orgânica. Os nossos acionistas mantêm-se os mesmos. O fundador do grupo, Patrick Drahi, será o presidente executivo da Altice Europe e o [presidente do Conselho de Administração da Altice USA", sublinhou Alexandre Fonseca.