Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Belmiro de Azevedo 1938-2017. Cronologia empresarial do homem que entrou na Sonae a ganhar 7500 escudos

Rui Ochoa

Em menos de 25 anos transformou uma empresa quase falida no maior grupo português. Belmiro de Azevedo morreu esta quarta-feira

1965
- Belmiro de Azevedo, jovem engenheiro químico, entra na Sonae Sociedade Nacional de Estratificados, uma pequena empresa com dificuldades económicas, como diretor de Investigação e Desenvolvimento

1973
- Frequenta o curso de Management Development na Harvard Business School, em Boston

1974
- Afonso Pinto de Magalhães, fundador da Sonae, parte para o exílio, e Belmiro assume a liderança da empresa

1975
- Compra as primeiras ações da Sonae

1978
- Demite-se com mais 13 quadros depois de conflitos com os acionistas
- Os trabalhadores fazem greve para o apoiar e Belmiro regressa

1982
- Pinto de Magalhães, que regressara um ano antes à Sonae, oferece-lhe 16% da empresa

1983
- É constituída a Sonae Investimentos SGPS. Belmiro torna-se acionista maioritário

1984
- Criação da Modelo Continente e da seguradora MDF

Continente de Matosinhos, o primeiro hipermercado de Portugal

Continente de Matosinhos, o primeiro hipermercado de Portugal

Luís Torres Fonte

1985
- Abertura do Continente de Matosinhos, o primeiro hipermercado de Portugal
- "A gestão nada tem de misterioso. É uma arte simples que se reduz a bom senso, mais formação, mais boa informação. E, sobretudo, o que conta é o bom senso"

1986
- "Gostaria que fôssemos todos viciados em aprender e maníacos da perfeição"

1987
- Lança em simultâneo sete ofertas públicas de venda (OPV) para colocar em Bolsa as empresas Agloma, Ibersol, Modelo Continente, Publimeios, Robótica, Selfrio e Viacentro, mas surgem desentendimentos com o ministro das Finanças, Miguel Cadilhe, que considerou a operação pouco transparente e tentou travá-la
- "Isto tem muito a ver com a minha formação desportiva: ganhar, perder, receber e dar caneladas"

1988

- "Gerir a função fiscal pode levar a que se pisem por vezes áreas cinzentas da legislação, mas fazemo-lo com total abertura, na plena convicção de que a razão está do nosso lado", carta enviada ao deputado do PS João Cravinho em 1988, a antecipar um inquérito parlamentar sobre as sete OPV

1989
- Criação da Sonae Imobiliária e abertura dos primeiros centros comerciais em Portimão e Albufeira; venda de 10% do Banco Totta & Açores

1990
- Lançamento do jornal "Público"
- "Tentei chegar a um acordo com o Banesto para ficarmos com o Totta, mas Mário Conde não queria um sócio. Desejava mandar no Totta. Compreendi que não fazia sentido que dois homens de negócios continuassem discutindo como dois galos no mesmo galinheiro"

1992
- Depois de um longo processo em tribunal, Belmiro afasta a família de Pinto de Magalhães da Sonae

1993
- Sonae Indústria passa a controlar a espanhola Tafisa; Belmiro é submetido a duas intervenções cirúrgicas em Paris

1995
- Lançamento da Modalfa e Maxmat. Abertura do primeiro ginásio Solinca; venda de 7,27% do BPA depois de o núcleo duro de acionistas do banco, a que pertencia, fracassar na tentativa de impedir a OPA do BCP sobre o BPA

1997
- Inauguração do Centro Comercial Colombo; compra da Torralta, em Troia

Belmiro de Azevedo no lançamento da Optimus

Belmiro de Azevedo no lançamento da Optimus

Rui Duarte Silva

1998
- Lançamento da Optimus; Sonae Indústria adquire a Glunz, na Alemanha, e assume a liderança nos aglomerados de madeira

- "Marcelo Rebelo de Sousa deveria ser eliminado. Não tem categoria. Que retirem a cadeira a esse senhor"

1999
- "Candidato a Presidente da República? Não, acho que não. De vez em quando falam comigo, mas eu digo que não. E vou dar-lhes mais razões, algumas de natureza prática. É preciso ter jeito, ser flexível. O processo de decisão não é compatível com a minha maneira de ser"
- "A Sonae é uma espécie de escola prática de negócios. Orgulho-me de ser o professor de muitos alunos desta escola. Isto dá-me tanto gozo como criar riqueza e transformar oportunidades em grandes negócios"

2000
- "Marques Mendes nem para porteiro da Sonae servia"

2001
- "O mais importante nesta curta passagem pela Terra é procurar manter o estar e o ser em harmonia o máximo de tempo possível ao longo da vida. E, quando tivermos de partir, desejar serenamente deixar de estar antes de deixar de ser. Isto é, viver lucidamente a última etapa da vida"

- "O Belmiro não se desfaz da própria roupa. Eu é que estou sempre a separar os trajes mais usados, senão ele usá-los-ia até ao fio. Ele tem a preocupação com o que se estraga. As pessoas podem pensar que é mesquinhez. Não é.
É preocupação com o desperdício" - Margarida Azevedo, mulher de Belmiro

2003
- Venda de 4,3% no BPI, abandonando mais uma vez a ambição de ter uma participação estratégica na banca

2004
- Venda da participação na Portucel depois de falhada a tentativa de controlar a empresa; lançamento do Optimus Home, Zippy e Worten

2006
- Lançamento da oferta pública de aquisição (OPA) sobre a PT, chumbada no ano seguinte

Paulo e Belmiro de Azevedo

Paulo e Belmiro de Azevedo

Lucília Monteiro/Visão

2007
- Torna-se presidente do conselho de administração da Sonae e Paulo Azevedo assume a presidência executiva

- "Na Sonae, temos feito uma gestão de quadros superiores em zigue-zague. É preciso criar alguma inquietude porque as pessoas têm de provar com frequência o seu direito ao lugar"

2008
- "Se as pessoas não são suficientemente fortes e se não são capazes de definir com responsabilidade aquilo que dizem pode-se entrar na situação do yes man que faz com que o país cada vez mais comece a ter pensamento único"

2010
- "Cavaco é um ditador. Mandou quatro amigos meus, dos melhores ministros, para a rua, assim, 'com vermelho direto'"

2013
- Fusão entre Zon e Optimus dá origem à NOS, onde a Sonae tem Isabel dos Santos como parceira

- "(...) Fala muito (...) Não consigo ver, neste momento, a não ser o Berlusconi, alguém que precise tanto de uma rolha", sobre Passos Coelho

2014
- "Se não for a mão-de-obra barata não há emprego para ninguém"

2015
- Último ranking da "Forbes" coloca-o como segundo homem mais rico de Portugal, no 949º lugar, com uma fortuna de €1,8 mil milhões.
Anuncia a sua retirada dos órgãos sociais do grupo Sonae, mas mantém-se ligado ao grupo através do Conselho Consultivo Global, que vai ser criado

Artigo publicado no Expresso na edição de 14 de Março de 2015