Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Cruzeiros preveem recordes em 2018 com o novo terminal em Lisboa

NUNO FOX / LUSA

Inaugurado esta sexta-feira, o novo terminal em Santa Apolónia vai permitir um salto de cruzeiros com partida e chegada a Lisboa, e segundo Ana Paula Vitorino este crescimento pode atingir 500%. O terminal foi desenhado por Carrilho e começou a receber navios em setembro

É uma estrutura há muito aguardada pelo sector do turismo, as previsões iniciais indicavam que começasse a funcionar em maio, e posteriormente foram alargadas ao verão. Inaugurado esta sexta-feira, 10 de novembro, na presença de várias entidades (o primeiro-ministro, António Costa, a ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, e o presidente da câmara de Lisboa, Fernando Medina, a presidente da Associação do Porto de Lisboa, Lídia Sequeira, entre outros), o novo terminal de cruzeiros de Lisboa, em Santa Apolónia, traz a promessa de um salto nesta atividade na capital, sendo de esperar já em 2018 um crescimento em mais de 100 mil passageiros.

O novo terminal de cruzeiros em Santa Apolónia iniciou a atividade a 18 de setembro, tendo recebido neste dia de estreia um navio com 3.500 passageiros. O edifício do novo terminal de Lisboa tem três andares, totalizando 13,8 mil metros quadrados, e foi desenhado pelo arquiteto Carrilho da Graça.

A nova infraestrutura para receber cruzeiros em Lisboa envolveu investimentos de 77 milhões de euros, prevendo-se que possa vir a ser recuperado num prazo de três anos face ao crescimento que irá trazer, e que os seus impactos na economia sejam da ordem dos 100 milhões de euros.

O cais do novo terminal de Santa Apolónia está equipado para o embarque e desembarque até 4,5 mil passageiros em simultâneo, além de contar com uma zona com estacionamento e reunindo a oferta de transporte para experiências de lazer na cidade, como autocarros turísticos, táxis ou 'tuk tuk'.

É sobretudo nos cruzeiros de 'turnaround' (navios com partida e chegada a Lisboa, e não apenas a fazer escala) que é esperado o maior impacto, até a nível de dormidas, do novo terminal de Lisboa. Ana Votorino, ministra do mar, já avançou previsões de "um crescimento acentuado no volume de passageiros transportados", que se deverá refletir em aumentos de "55% nos próximos 10 anos e em matéria de 'turnaround' ter também um acréscimo de quase 500%".

A Associação do Porto de Lisboa (APL) prevê fechar 2017 com 334 escalas de navios de cruzeiro, totalizando 522,7 mil passageiros.

O grande salto a nível de cruzeiros em Lisboa é esperado a partir de 2018, já com o novo terminal a funcionar em pleno e com operações de 'turnaround'. No próximo ano são esperados 361 escalas e 617 mil passageiros, num crescimento de cerca de 8% em escalas e de 18% no número de passageiros face ao ano de 2018, que segundo a APL deverá ser aqui "o melhor ano de sempre do Porto de Lisboa".