Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Têxteis já festejam recorde histórico na exportação

O ano de 2017 terminará com as exportações deste sector a ultrapassar os 5,2 mil milhões de euros, "o mais alto valor de sempre atingido nas vendas ao exterior desta indústria", afirma Paulo Melo, presidente da Associação Têxtil e Vestuário de Portugal

As exportações da indústria têxtil e de vestuário somaram 3,930 mil milhões de euros até setembro, É um número que representa uma subida de 4% face ao ano passado e permite ao sector começar a preparar a festa para celebrar o seu "recorde absoluto" no final do ano.

"A ATP estima que o ano de 2017 terminará com as exportações deste sector a ultrapassar os 5,2 mil milhões de euros, o mais alto valor de sempre atingido nas vendas ao exterior desta indústria", afirma Paulo Melo, presidente da Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP), num comentário aos resultados dos primeiros nove meses do ano.

"Tem-se assistido, ao longo deste ano, a uma maior diversificação dos mercados, com as empresas nacionais a estarem cada vez mais implantadas em países de elevado potencial de consumo, como é o caso dos EUA ou mesmo da Coreia do Sul", refere César Araújo, presidente da ANIVEC/APIV - Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confeção.

Espanha continua a liderar o ranking dos principais destinos da fileira, com uma fatia de 34% e um "crescimento moderado, de 1%", França, EUA e Itália foram os destinos que mais cresceram em termos absolutos, com subidas acima dos 22 milhões de euros.

Angola deu um salto de 61% (13,6 milhões).

Por sub-sectores, as exportações de vestuário aumentaram 3% e somam 2,3 mil milhões até setembro.. Os têxteis-lar cresceram 1% e as matérias têxteis tiveram o desempenho "mais dinâmico, com uma subida de 7%.

O saldo da balança comercial do sector foi de 870 milhões de euros, com uma taxa de cobertura de 128%.