Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Exportações ainda crescem, mas mais devagar e défice aumenta

Em setembro, exportações de bens aumentaram 5,8%. Em agosto a subida foi de 13,9%, diz o INE

Em setembro, as exportações portuguesas de bens mantêm a tendência ascendente e subiram 5,8% face ao mesmo mês do ano passado. No entanto, em agosto, a subida tinha sido de 13,9%, anunciou hoje o INE - Instituto Nacional de Estatística.

A vendas aos países da União Europeia aumentaram 5%, contra os 10,3% registados em agosto.

No período em análise, o crescimento das importações também abrandou: 8,1% em setembro e 12,1% em agosto.

O défice da balança comercial de bens ficou nos 1.181 milhões de euros, mais 180 milhões que no mesmo mês de 2016.

"No terceiro trimestre de 2017, as exportações e as importações de bens aumentaram, respetivamente, 7,6% e 10,9% face a período homólogo", refere o INE.

Nas estatísticas do comércio internacional, o instituto refere, ainda, que excluindo os combustíveis e lubricantes, as exportações aumentaram 4,3% e as importações cresceram 7,3%. Em agosto, as subidas eram de 12 % e 13,9%, respetivamente