Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Taxa de desemprego desce para 8,5%

No terceiro trimestre, a taxa de desemprego em Portugal foi de 8,5%, divulgou esta manhã o Instituto Nacionald e Estatística. Este valor é inferior em 0,3 pontos percentuais ao do trimestre anterior e em 2 pontos percentuais ao do trimestre homólogo de 2016

O desemprego em Portugal prosseguiu durante o Verão a sua trajetória de descida, com a taxa de desemprego no terceiro trimestre a baixar para os 8,5%, segundo a estimativa divulgada esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). Um valor que compara com 8,8% no trimestre anterior e com 10,5% no período homólogo, isto é, no terceiro trimestre de 2016.

Esta taxa de desemprego é a mais baixa em Portugal desde o início da atual série trimestral do INE, que começa no início de 2011. E que, ao contrário dos valores mensais divulgados pelo INE, não é ajustada de sazonalidade.

A população desempregada foi estimada em 444 mil pessoas no terceiro trimestre, o que significa uma diminuição de 3,8% (menos 17,4 mil pessoas) em relação aos três meses anteriores, "prosseguindo as diminuições trimestrais observadas desde o segundo trimestre de 2016", frisa o INE. Já em termos homólogos, a redução foi de 19,2% (menos 105,5 mil pessoas).

Quanto à população empregada, foi estimada em 4,803 milhões de pessoas, traduzindo um acréscimo trimestral de 0,9% (mais 42,6 mil pessoas). Em termos homólogos, o incremento foi de 3% (mais 141,5 mil pessoas), "prolongando a série de variações homólogas positivas observadas desde o quarto trimestre de 2013", destaca o INE.

Desemprego de longa duração em queda

Olhando apenas para os desempregados há pelo menos 12 meses (desemprego de longa duração), a taxa de desemprego de longa duração também caiu, atingindo 4,9% no terceiro trimestre deste ano. Este valor compara com 5,2% nos três meses anteriores e com 6,7% no terceiro trimestre de 2016 (período homólogo).

O número de desempregados de longa duração contabilizados pelo INE está agora nas 254,6 mil pessoas, baixando 6,8% em relação aos três meses anteriores (menos 18,6 mil pessoas) e 26,7% em relação ao trimestre homólogo de 2016 (menos 92,6 mil pessoas).

Quanto aos jovens entre os 15 e os 24 anos, a taxa de desemprego no terceiro trimestre atingiu 24,2%, abaixo dos 26,1% registados um ano antes, mas subindo em relação aos 22,7% observados nos três meses anteriores.