Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

CaixaBank pondera transferir sede de Barcelona para as Baleares

Presidente do CaixaBank, Jordi Gual (ao centro)

JOSEP LAGO/AFP/GETTY IMAGES

Nenhuma decisão foi ainda tomada, mas o banco espanhol considera transferir a sua sede para proteger os seus clientes em caso de uma declaração unilateral de independência da Catalunha

O CaixaBank, primeiro banco da Catalunha, está a ponderar transferir a sua sede para as ilhas Baleares caso seja necessário proteger os seus clientes, escreve esta quinta-feira o jornal espanhol “El Mundo”, depois de contactos com fontes próximas do conselho de administração da instituição bancária.

A sede poderá ser transferida temporariamente num cenário em que a declaração unilateral de independência da Catalunha venha a verificar-se e possa gerar uma situação de insegurança jurídica. Tal declaração poderá surgir nos próximos dias, a julgar pelas declarações do presidente da Generalitat, Carles Puidgemont, depois do referendo do passado domingo.

A Comissão Executiva do CaixaBank reúne-se esta quinta-feira e espera-se que sejam debatidos todos os cenários possíveis, incluindo o da transferência do seu domicílio social. O presidente do CaixaBank, Jordi Gual, concorda com a necessidade de encontrar planos de contingência, mas existe a convicção generalizada no conselho de administração do banco que não será necessária a transferência, uma vez que a segurança jurídica será mantida, tal como assegurou o rei Felipe VI no seu discurso da passada terça-feira.

A decisão de alterar o domicílio social implica, segundo os estatutos do banco, um processo com várias fases que inclui a aprovação do Conselho de Administração e do conjunto dos acionistas.

Até ao momento, fontes oficiais do CaixaBank asseguram que nenhuma decisão foi ainda tomada e que a sede social do banco permanecerá em Barcelona, nas famosas Torres Negras da Avenida Diagonal, o eixo central da capital da Catalunha.