Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Produção de energia eólica cresceu 28% em setembro

José Carlos Carvalho

Em contraste com a produção hídrica, que está em queda acentuada, os parques eólicos tiveram um dos melhores registos de sempre para o mês de setembro, informou a REN

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A produção de energia eólica em Portugal alcançou 829 gigawatts hora (GWh) em setembro, ficando 28% acima da registada no mesmo mês do ano passado. Entre as principais fontes para a produção de eletricidade, o vento teve o maior crescimento em termos homólogos.

Segundo a REN - Redes Energéticas Nacionais, setembro costuma ser um dos períodos mais fracos na geração de energia eólica mas o índice de produtibilidade eólica do mês passado foi o maior de sempre para o mês de setembro nos registos da REN.

Enquanto a produção hidroelétrica no mês passado afundou 49% em termos homólogos, a geração das centrais alimentadas a gás natural cresceu 26% e a produção solar avançou 5%. As centrais a carvão e a biomassa apresentaram no mês passado uma queda de 4%.

Em termos acumulados, nos primeiros nove meses do ano são as centrais a gás natural que têm não só a liderança no volume de eletricidade produzido como também o maior crescimento face ao ano passado. Em contraste, a produção hídrica acumula uma queda de 58% relativamente a 2016.

O consumo de eletricidade em Portugal no mês passado apresentou um aumento de 0,2% em termos homólogos. Considerando efeitos sazonais e a variação de dias úteis, o consumo cresceu 3,2%.